terça-feira, 19 de julho de 2011

Atividades de História Moderna - América Colonial

Questões de Vestibular: História - Moderna - América Colonial

Questão 1: (UEG) Acerca do processo de colonização da América Espanhola, julgue a validade das sentenças a seguir.
I. A encomienda era um mecanismo de tributação sobre os indígenas elaborado pela Coroa Espanhola que se constituía na obrigatoriedade de prestação de serviços aos colonizadores.
II. A evangelização das populações indígenas foi um dos mais importantes instrumentos de consolidação da dominação espanhola, mesmo em face do conseqüente processo de miscigenação.
III. A formação de uma sociedade elitista é uma das características da colonização espanhola, observada principalmente em relação à discriminação dos indivíduos mestiços e do elemento indígena.
Assinale a alternativa correta:
A - As sentenças I e II são verdadeiras.
B - As sentenças II e III são verdadeiras.
C - As sentenças I e III são verdadeiras.
D - Todas as sentenças são verdadeiras.

Questão 2: (UFPA) Em 1532, antes de ser aprisionado pelo conquistador Francisco Pizarro, o imperador inca Atahualpa afirmou: “No meu reino, nenhum pássaro voa nem folha alguma se move, se esta não for minha vontade.” Citado por POMER, Leon. “Os incas”. In: História da América Hispano-Indígena. São Paulo: Global, 1983, p. 32. Sobre o tipo de dominação política inca exercida pelo imperador Atahualpa, é correto afirmar:
A - Nos postos mais elevados da hierarquia social, havia uma autocracia representada Inca, de caráter religioso e hereditário.
B - O Imperador, apesar de absoluto, abdicara, por preceitos religiosos, do direito de vida e morte sobre seus súditos.
C - O Império Inca combinava a teocracia, representada pelo poder do Deus Inca, com o comunismo primitivo indígena, baseado em uma sociedade sem classes e com igualdade de direitos.
D - O governo era dominado e executado pelos sacerdotes, os verdadeiros burocratas do Império, subordinados diretamente ao Inca.
E - O poder ilimitado do Inca tinha o caráter apenas sagrado, sem interferência no âmbito econômico e nem nas formas de organização social indígena.

Questão 3: (UFMS) Na América Espanhola, duas formas de exploração do trabalho indígena foram bastante recorrentes na organização, no desenvolvimento e na manutenção da produção econômica colonial. Elas ficaram conhecidas como:
A - cuatequil e esclavización;
B - Esclavitud real e trabajo criollo;
C - mita e encomienda;
D - guerra de conquista e catequese;
E - ayllu e curaca.

Questão 4: (UNIRIO/RJ) -A colonização européia sobre o continente americano, ao longo dos séculos XVI, XVII e XVIII, manifestou-se em formas variadas de ocupação da terra e de exploração do trabalho que criaram uma diversidade sócio-econômica na América Colonial. A alternativa que apresenta corretamente uma afirmativa sobre a colonização européia no continente americano é:
A - Na América espanhola, a extração nas minas de ouro e prata utilizou o trabalho indígena forçado e de baixa remuneração através da “mita”, o que favoreceu o extermínio da população indígena, enquanto a “encomienda” utilizava escravos de origem africana nas fazendas.
B - Na América inglesa, as colônias de povoamento constituíram-se a partir de latifúndios exportadores que incrementaram as práticas comerciais livres desenvolvidas a partir do extrativismo de produtos locais altamente rentáveis no comércio europeu, tais como madeira e peles.
C - Na América inglesa, as colônias de exploração favoreceram o desenvolvimento de atividades econômicas, baseadas no trabalho livre, que forneciam produtos manufaturados para o mercado interno americano e caribenho.
D - Na América portuguesa, a ocupação e o povoamento da terra baseou-se no estabelecimento de monopólios metropolitanos exercidos por um grupo mercantil dedicado à exploração econômica e administrativa da colônia.
E - Na América francesa, a ocupação territorial foi promovida a partir de pequenas e médias propriedades agrícolas, exploradas com base no trabalho de escravos e colonos, controladas pelas Companhias de Comércio e Navegação francesas e holandesas.

Questão 5: (UFSCAR/SP) Foi portanto como (...) prêmio de vitória que foram dados os índios aos espanhóis (...) Como, depois de ganho o Novo Mundo, ficasse tão distante do Rei, não podia de modo algum mantê-lo em seu poder se os mesmos que o tinham descoberto e conquistado não o guardassem (...) acostumando os índios às nossas leis (...) Segue-se que tratemos do serviço pessoal dos índios, no qual se compreende toda a utilidade que pode obter o encomendadero do trabalho do índio. Este texto foi escrito pelo cronista José da Costa, no século XVI. Para entendê-lo, é importante considerar que, na sociedade colonial hispano-americana, no período da conquista da América, os índios:
A - tinham uma posição social semelhante aos guachupines, que eram brancos pobres trazidos da Europa para trabalhar na lavoura, com direito também de exercer ofícios artesanais;
B - eram considerados como simples instrumentos de trabalho e podiam ser comprados, vendidos e doados, sendo utilizados na agricultura, nas minas, no transporte de mercadorias e nos serviços domésticos;
C - permaneceram no regime de trabalho existente antes entre os incas, chamado de cuatequil, no qual eram submetidos a uma servidão na agricultura, com fixação na terra e na comunidade originária;
D - foram utilizados como mão-de-obra a partir da encomienda e da mita, sendo que no primeiro caso eram confiados a um espanhol a quem pagavam tributo sob a forma de prestação de serviço;
E - transformaram-se em súditos do rei da Espanha e deviam pagar a ele tributos, através da entrega periódica de metais preciosos e da prestação de serviços em terras comunais, inclusive mulheres e crianças.

Questão 6: (UFMG) Leia este trecho:... não somos índios nem europeus, mas uma espécie intermediária entre os legítimos proprietários do continente e os usurpadores espanhóis: em suma, sendo americanos por nascimento e nossos direitos os da Europa, temos de disputar estes aos do país e mantermo-nos nele contra a invasão dos invasores – encontramo-nos, assim, na situação mais extraordinária e complicada.BOLÍVAR, Simón, Carta de Jamaica, 1815. Ao escrever esse texto, o autor refere-se à situação ambígua dos:
A - criollos, formados na tradição européia, mas identificados com o Novo Continente;
B - escravos negros americanos, que perderam seus laços culturais com a África;
C - mulatos libertos nascidos na América, divididos entre diferentes tradições culturais;
D - cholos, indígenas educados por europeus, afastados das suas raízes identitárias originais.

Questão 7: (UFC) Nos primórdios do sistema colonial, as concessões de terras efetuadas pela Metrópole Portuguesa visaram tanto a ocupação e o povoamento como a organização da produção do açúcar, com fins comerciais.
Assinale a alternativa correta sobre as medidas que a Coroa Portuguesa adotou para atingir esses objetivos:
A - Dividiu o território em capitanias hereditárias, cedidas aos donatários, que, por sua vez, distribuíram as terras em sesmarias a homens de posses que as demandaram.
B - Vendeu as terras brasileiras a senhores de engenho já experientes que garantiriam uma produção crescente de açúcar.
C - Dividiu o território em Governações Vitalícias, cujos governadores distribuíram a terra entre os colonos portugueses.
D - Armou fortemente os colonos para que pudessem defender o território e regulamentou um uso equânime e igualitário da terra entre colonos e índios aliados.
E - Distribuiu a terra do litoral entre os mais valentes conquistadores e criou engenhos centrais que garantissem a moenda das safras de açúcar durante o ano inteiro.

Questão 8: (UFMG) Leia estes trechos em que se trata das relações de trabalho nas colônias espanholas da América: I. As aldeias eram distribuídas entre os conquistadores, “que passavam a explorar-lhes o sobretrabalho sem, contudo, escravizar os índios. [...] podiam exigir tributos em gêneros [...] ou prestações de trabalho...” Os colonizadores deveriam, em contrapartida, defender as aldeias e evangelizar os índios.
II. “Cada comunidade deveria fornecer, periodicamente, uma quantidade de trabalhadores para as atividades coloniais [principalmente nas minas]. [...] Pelo trabalho [...], os índios deveriam receber um salário, parte do qual obrigatoriamente em moeda (ou metal), a fim que pudessem pagar o tributo régio.”
III. “Na hacienda praticou-se, largamente, o sistema de endividamento de trabalhadores, a fim de retê-los na propriedade. [...] o trabalhador recebia como salário um crédito na tienda de raya (onde retirava alimentos, roupas, etc.), além de um lote mínimo de subsistência.” (VAINFAS, Ronaldo. Economia e sociedade na América Espanhola. Rio de Janeiro: Graal, 1984. p. 61-4.) Considerando-se as formas de exploração do trabalho indígena neles descritas, os trechos I, II e III referem-se, respectivamente, a:
A - peonaje, ejidos e plantation;
B - ayllu, plantation e obrajes;
C - encomienda, mita e peonaje;
D - obrajes, ayllu e ejidos.

Questão 9: (UEL/PR) Em termos demográficos a conquista da América pelos espanhóis revelou-se uma tragédia. A esse respeito, vários autores destacam o caso do México Central, afirmando que entre os séculos XVI e XVII ocorreu uma dizimação das populações indígenas. Vários fatores contribuíram para esse genocídio. Sobre eles, considere as afirmativas a seguir:
I. Foi decisiva a ação dos espanhóis na desocupação das terras dos nativos, visando à exploração agrícola extensiva aos moldes europeus do período.
II. Um fator importante foi a intensa utilização da mão-de-obra indígena na construção das cidades e no processo de mineração.
III. Foi fundamental a profunda alteração efetuada pelos europeus no sistema produtivo e cultural das populações ameríndias, que levou fome e doenças às comunidades.
IV. A crise demográfica foi influenciada pela disseminação entre os membros das comunidades indígenas de atitudes, como suicídio, infanticídio, abortos e abstinência sexual entre os casais.
Estão corretas apenas as afirmativas:
A - I e II.
B - I e III.
C - III e IV.
D - I, II e IV.
E - II, III e IV.

Questão 10: (UFPel/RS) A partir dos textos e de seus conhecimentos, analise as afirmativas:
I. Os indígenas, na América, desde a época do descobrimento, sofreram um processo de violência cultural, que provocou a atual situação dessas etnias, muitas vezes marginalizadas e exploradas.
II. A imposição do cristianismo aos indígenas (afirmada em preceitos dogmáticos no período de expansão do território ibérico) destruiu completamente a cultura indígena, impedindo-a de misturar-se à européia e de deixar marcas na atual cultura latino-americana.
III. Os problemas relatados nos textos apareceram como frutos do conflito entre as culturas indígena e européia, porém a imposição cultural deu-se não apenas por motivos religiosos, mas também para segurança e preservação dos territórios colonizados.
IV. A dominação dos povos indígenas deu-se também pela superioridade bélica dos invasores, o que, muitas vezes, garantia a submissão dos nativos a trabalhos forçados. A invasão e a dominação cultural dos povos têm sido uma constante ao longo da história.
Estão corretas somente as afirmativas:

A - I, II, e III
B - II e IV
C - I, III e IV
D - II e III
E - I e III

Questão 11: (UFF/RJ) Durante o Renascimento, o Mundo Ibérico caracterizou-se por sua política de descobrimentos e de colonização do Novo Mundo.
Sobre as relações coloniais na área de expansão espanhola no Novo Mundo, afirma-se:
I. A Casa de Contratación era uma entidade com sede em Sevilha que se encarregava de organizar o comércio da América e cobrar parte real nas transações com metais preciosos (o quinto).
II. O domínio espanhol sobre Portugal foi parte da política expansionista de Felipe II.
III. A criação dos vice-reinos teve como um dos objetivos manter os colonizadores sob a direção metropolitana.
IV. A enorme extensão dos domínios da Espanha na América e a força dos interesses particulares dos colonos prejudicaram a política descentralizadora de Castela.
As afirmativas que estão corretas são as indicadas por:
A - I,II e III
B - I e III
C - I, III e IV
D - I e IV
E - II, III e IV

Questão 12: (UERGS) Sobre as colônias inglesas na América, pode-se dizer que:
I. Os puritanos vieram para o Novo Mundo por iniciativa e às espensas da Coroa britânica, interessada em patrocinar um projeto de ocupação de seus recentes domínios americanos, para que ali se desenvolvesse uma empreitada colonial a exemplo da que fizeram desenvolver Portugal e Espanha em suas descobertas mais ao sul;
II. Os puritanos vieram para a América por sua própria iniciativa e às suas próprias custas, fugindo das autoridades que os perseguiam por motivos políticos e religiosos;
III. As colônias da Virgínia e de Massachusetts foram fundadas por companhias particulares, as quais destinavam seus lucros para financiar equipamentos e transporte para novas migrações;
IV. Foi apenas no século XVII que os ingleses conseguiram concluir um projeto colonial para as terras de além-mar, dois séculos depois de os reinos ibéricos terem feito o mesmo em seus domínios nas Américas Central e do Sul.
Quais afirmações estão corretas?
A - Apenas I
B - Apenas II
C - Apenas III e IV
D - Apenas II, III e IV
E - I, II, III e IV

Questão 13: (UFMS) Leia o texto, a seguir, que trata da história das missões jesuítas na Região Platina. Em 1610, um pouco ao Sul de Assunção, hoje capital do Paraguai, dois jesuítas despojados de tudo conseguem reunir algumas centenas de "selvagens" guaranis numa aldeia missionária. Um século e meio depois, quando um decreto os expulsa de todo o império espanhol, os jesuítas têm de abandonar um imenso território, onde nenhuma autoridade civil ou eclesiástica - exceto o rei de Madri e o papa de Roma - tinha o direito de intervir. Lá eles reinavam sobre cerca de trinta cidades florescentes, sobre a única sociedade indígena que salvaguardara um desenvolvimento original afastado do mundo colonial espanhol. Mas dois séculos depois se passaram, e a organização desse "reino" continua a suscitar ásperas controvérsias. (HAUBERT, Maxime. 1990. Índios e jesuítas no tempo das missões: séculos XVII e XVIII. Trad. de Marina Appenzeller. São Paulo: Companhia das Letras/Círculo do Livro, p. 21.) Com base no texto acima citado, é correto afirmar que:
1 - a organização social nas missões jesuítas do Paraguai antigo ainda é tema polêmico entre cientistas sociais, haja vista que foi construída de elementos socioculturais jesuíticos e guaranis;
2 - relações conflituosas ocorreram entre a sociedade colonial e as reduções jesuítas, estas últimas, às vezes, acusadas de formarem uma espécie de "Estado no Estado" sob a máscara da religião;
4 - o rei de Espanha não era mais rei onde nomeava jesuítas como curas;
8 - no Paraguai antigo, os jesuítas defendiam sua obra com ardor, pois dela dependia a economia das reduções, baseada no comércio de escravos indígenas;
16 - em 1750, Espanha e Portugal assinaram um tratado cujo intuito era estabelecer a paz definitiva entre suas posses na América, prejudicando a obra da Companhia de Jesus; foi o início da guerra que culminou com a marcha dos exércitos imperiais de Espanha e Portugal sobre as reduções rebeldes.
SOMATÓRIA(_____)

Questão 14: (UFMS) Leia o texto a seguir, que trata de um importante momento da história americana, a conquista espanhola do México. "O encontro entre o Velho e o Novo Mundo, que a descoberta de Colombo tornou possível, é de um tipo particular: é uma guerra, ou melhor, como se dizia então, a Conquista. Um mistério continua ligado à conquista; trata-se do resultado do combate. Por que esta vitória fulgurante, se os habitantes da América são tão superiores em número a seus adversários, e lutam em seu próprio solo? Se nos limitarmos à conquista do México, a mais espetacular, já que a civilização mexicana é a mais brilhante do mundo pré-colombiano: como explicar que Cortez, liderando algumas centenas de homens, tenha conseguido tomar o reino de Montezuma, que dispunha de várias centenas de milhares de guerreiros? (TODOROV, Tzvetan. 1996. A conquista da América: a questão do outro. Trad. de Beatriz P. Moisés. São Paulo: Martins Fontes, p. 51.) Sobre esse assunto, é correto afirmar que:
1 - os espanhóis eram superiores aos indígenas em matéria de armas; além disso, o impacto bacteriológico que os conquistadores de além-mar causaram sobre o Império Asteca, ao trazerem doenças como a varíola, provocou muitas baixas no exército mexicano, dificultando a resistência imposta aos invasores europeus;
2 - Cortez foi confundido com uma divindade mitológica dos astecas, fato que causou forte impacto psicológico sobre muitos mexicanos durante os primeiros momentos da conquista;
4 - ao atravessar regiões outrora conquistadas e colonizadas pelos astecas, o exército de Cortez chegou a ser visto como um tipo de libertador da tirania mantida por Montezuma, prova de que o México antigo não era um Estado homogêneo, mas sim um conglomerado de povos subjugados pelos astecas;
8 - aos olhos dos povos conquistados pelo Império Asteca, tanto os antigos quanto os novos invasores tinham muitas semelhanças: a prática de destruir a memória dos vencidos para poderem escrever a história a seu modo; as tentativas de apagar a religião dos conquistados, ao destruírem seus monumentos sagrados; a pilhagem de suas riquezas; a cobrança de impostos; o roubo e o saque das aldeias, incluindo o rapto de mulheres; a violência física e a exploração do trabalho escravo;
16 - ao reconhecer a superioridade bélica do exército de Cortez, Montezuma rapidamente se converteu ao catolicismo e passou a ser súdito do rei da Espanha, assim permanecendo até sua morte, ocorrida em 1517, o que facilitou, em muito, a conquista do México.
SOMATÓRIA(_____)

Questão 15: (UNESP/SP)Não vejo nada de bárbaro ou selvagem no que dizem daqueles povos [da América]; e, na verdade, cada qual considera bárbaro o que não se pratica em sua terra. (Michel de Montaigne, Ensaios, 1580-1588) O trecho apresentado permite concluir que:
A - a opinião do autor expressa a interpretação elaborada pelo Concílio de Trento, responsável pela Contra-Reforma;
B - pensadores europeus deram-se conta da relatividade dos valores, hábitos e costumes vigentes em diferentes sociedades;
C - a expansão marítima propiciou fecundo contato entre povos e culturas, com benefícios iguais para todos os envolvidos;
D - o conhecimento de outras regiões do globo colaborou para reafirmar a versão bíblica da criação;
E - os primeiros europeus que chegaram à América, sob influência do Iluminismo, respeitaram a diversidade cultural.

Questão 16: (FUVEST/SP) "Deus castigou esta terra com dez pragas muito cruéis por causa da dureza e obstinação de seus moradores [...]. A primeira dessas pragas foi que, num dos navios, veio um negro atacado de varíola, uma doença que nunca tinha sido vista nessa terra." (Motolinía. Memórias das coisas da Nova Espanha.) A respeito desse relato do franciscano Motolinía, sobre a conquista da cidade do México pelos espanhóis, em 1520, pode-se concluir que:
A - os religiosos europeus justificavam a conquista das populações indígenas por serem geneticamente frágeis;
B - os povos indígenas adotavam táticas cruéis de guerra que incluíam a disseminação de epidemias entre os conquistadores;
C - os astecas foram dominados pelos espanhóis por meio de uma estratégia que evitou a guerra, mas disseminou epidemias mortíferas;
D - as epidemias tornaram-se uma forma eficiente de dominação empregada pelos europeus na conquista das terras indígenas;
E - as epidemias originárias da África dizimaram parte do exército dos conquistadores espanhóis e dos indígenas mexicanos.

Questão 17: (UFRGS) Assinale a alternativa que identifica as principais características da política econômica adotada pela Espanha na administração de seus domínios na América:
A - metalismo; balança comercial favorável; escambo;
B - balança comercial favorável; colonialismo; escambo;
C - metalismo; colonialismo; monopólio comercial;
D - livre-comércio; industrialismo; colonialismo;
E - balança comercial favorável; escambo; industrialismo.

Questão 18: (PUC-RIO) Sobre as relações estabelecidas entre europeus e povos nativos do continente americano por ocasião da conquista e colonização das terras do Novo Mundo, estão corretas as afirmativas. À exceção de:
A - A catequese das populações nativas, fundamentada no princípio da tolerância religiosa, viabilizou o enraizamento dos valores cristãos.
B - A ocorrência de guerras e a propagação de epidemias contribuíram de modo significativo para a drástica redução demográfica das populações nativas.
C - Entre as imagens que os europeus construíram acerca do Novo Mundo, destacavam-se as visões que ressaltavam a pureza dos povos nativos e a fertilidade da terra.
D - O estabelecimento de alianças bélicas, favorecidas pelas rivalidades entre os povos nativos, contribuiu para a conquista européia.
E - Os conquistadores europeus valeram-se de práticas de escambo e formas de trabalho compulsório, já existentes entre os povos nativos da América, para consolidarem novas relações de dominação.

Questão 19: (UERJ) (...) Aqueles que vivem atormentados com a preocupação de como ganhar decentemente sua subsistência, ou aqueles que, com seu trabalho, mal conseguem levar uma vida confortável, procederão bem se vierem para este lugar, onde qualquer homem, seja quem for, que esteja disposto a enfrentar moderados esforços, tem assegurada uma existência bastante confortável e está a caminho de elevar sua fortuna muito além do que ousaria imaginar (...)
Que nenhum homem se preocupe com a idéia de ser um servo durante quatro ou cinco anos (...). É preciso considerar, então, que assim que seu tempo terminar possuirá terra. (...) Portanto, todos os artífices, carpinteiros, construtores de veículos, marceneiros, pedreiros, ferreiros ou diligentes agricultores e lavradores (...) devem levar em consideração o assunto. (Petição de um imigrante europeu do séc. XVII. Apud Coletânea de documentos de História da América. São Paulo: CENEP, 1978.) Interpretando esse texto, conclui-se que o imigrante se refere à seguinte área de colonização na América:
A - espanhola, região platina;
B - portuguesa, sul do Brasil;
C - holandesa, região das Antilhas;
D - inglesa, região da Nova Inglaterra.


Questão 20: (UFF/RJ) No ano de 1998, comemoraram-se os quinhentos anos da chegada de Vasco da Gama às Índias, fato considerado como um dos marcos das grandes navegações e dos descobrimentos que antecederam a descoberta e a colonização do "Novo Mundo".
Assinale a opção que revela uma característica da colonização espanhola na América:
A - Criação de universidades por toda a área de colonização com o propósito de ilustrar as elites indígenas americanas para consolidar o domínio colonial.
B - Redirecionamento da política colonial no Novo Mundo, tendo como fato determinante o florescimento do comércio com as Índias.
C - Exploração da mão-de-obra negra escrava por meio de instituições como o repartimiento com o objetivo de atender às demandas de produtos primários da Europa.
D - Divisão do território ocupado em sesmaria com o intuito de extrair maior volume de prata e ouro do subsolo.
E - Fundação de uma rede de cidades estendida por toda a área ocupada, formando a espinha dorsal do sistema administrativo e militar.

Questão 21: (UFMG) A Espanha, ao conquistar e colonizar vastas regiões do Continente Americano, implementou, nas colônias, algumas instituições. Entre essas instituições, incluíam-se
A - escolas primárias que foram implantadas pela Coroa com o objetivo de conter o avanço da Igreja sobre as instituições educativas;
B - missões jesuíticas, que foram implementadas, no final do período colonial, como última tentativa para evangelizar os índios guaranis;
C - órgãos da inquisição, que foram criados nas colônias, visando a difundir o pensamento da ilustração;
D - universidades, que foram fundadas e mantidas por ordens religiosas nas mais importantes cidades coloniais.

Questão 22: (PUC-RIO) As alternativas abaixo apresentam características comuns às experiências colonizadoras portuguesa e espanhola na América entre os séculos XVI e XVIII, com exceção de:
A - predominância de relações de trabalho compulsórias;
B - proibição à prática das religiões protestantes;
C - vigência do exclusivo comercial;
D - caráter profundamente excludente da estrutura social;
E - inexistência de instituições universitárias de ensino.

Questão 23: (UNIRIO/RJ) "Nos anos 1575-1600, Potosi produziu talvez a metade de toda a prata hispano-americana. Tal profusão de prata não teria vindo à tona sem a concomitante abundância de mercúrio de Huancavélica, que naqueles mesmos anos estava também produzindo como nunca havia feito. Outro estimulante para Potosi foi claramente a mão-de-obra barata e abundante fornecida através da mita de Toledo". (LESLIE BETHELL. (ORG) História da América Latina: A América Latina Colonial, volume II: São Paulo: Editora da USP: Brasília: Fundação Alexandre Gusmão, 1999, p 141) A descrição acima reflete o caráter da exploração da mão-de-obra indígena na manutenção da produção econômica colonial, sob o regime da MITA, instaurada pelo Vice-Rei Francisco de Toledo. Podemos definir essa forma de exploração do trabalho como:
A - escravo, decorrente do recrutamento de grupos indígenas que pagavam tributos coletivamente, ficando sob a guarda do colonizador que se encarregava da obrigação de instruí-los na fé católica;
B - forçado, de origem incaica, funcionando através de recrutamento por sorteio em suas comunidades e direcionado especialmente para as atividades intensificadas nas mineração;
C - servil indígena, hereditário, oferecendo à Coroa espanhola impostos em troca de benefícios individuais, tais como concessão de títulos de nobreza e doação de terras para a agricultura;
D - individual e vitalício, recrutando mediante especialização e capacitação, produzindo uma elite trabalhadora altamente remunerada e distanciada da maioria dos outros trabalhadores locais;
E - trabalho livre e voluntário, adotado pela Coroa espanhola para mobilizar grandes contingentes de desempregados que se associaram aos espanhóis e, com o passar dos anos, os sucederam como dirigentes.

Questão 24: (USP) Na Idade Moderna, o processo de colonização européia das regiões do continente americano não foi uniforme. Pode-se distingui-las em áreas de:
A - colônia de povoamento, ocupada por contingentes de escravos africanos, e de colônia de exploração indígena;
B - colônia de exploração, baseada na escravidão e na grande propriedade agrícola, e de colônia de povoamento;
C - produção e de exportação de mercadorias manufaturadas e de importação de matérias-primas européias;
D - domínios políticos, com a submissão local, e de domínios econômicos, sendo garantida a liberdade indígena;
E - exploração econômica de recursos naturais e de catequese das populações nativas por missionários cristãos.

Questão 25: (UEL/PR) A política dominante nas colônias inglesas na América do Norte foi marcada, dentre outros fatores:
A - pelo extermínio sistemático das tribos indígenas;
B - pelo monopólio da produção de alimentos para exportação;
C - pelo uso generalizado de mão-de-obra assalariada;
D - pela exploração em larga escala de metais preciosos;
E - pela ocupação exclusiva das regiões interioranas.

Questão 26: (UFPR) A sociedade colonial resultante da conquista e colonização espanhola na América apresentava algumas características fundamentais.
A respeito de tais características, é correto afirmar:
1 - Havia forte subordinação da sociedade local à política mercantilista e aos interesses da metrópole.
2 - Os brancos nascidos na Europa ou na América possuíam privilégios na ocupação dos principais cargos administrativos, jurídicos, eclesiásticos e militares.
4 - Na época da emancipação política das colônias, a classe dominante da sociedade era composta, em alguns centros importantes (Havana, Lima e Buenos Aires), por grandes comerciantes urbanos.
Por sua vez, em outras regiões, predominavam os grupos rurais, assentados num poder político baseado na posse da terra, na produção de gêneros tropicais para exportação e no criatório.
8 - O indígena constitui a mão-de-obra fundamental da empresa colonial espanhola (encomienda, mita, obraje), embora o negro africano (escravo) tenha sido igualmente explorado no Caribe Espanhol e em algumas regiões da América Central e na América do Sul.
16 - Houve, como um dos traços básicos dessa sociedade, a implantação do sistema de castas, centrado em critérios religiosos e profissionais.
32 - Os mestiços dominaram as atividades comerciais entre a colônia e a metrópole desde o início da colonização.
SOMATÓRIA(_____)

Questão 27: (UNIOESTE/PR) Sobre o processo de conquista e colonização das Américas, é correto afirmar:
1 - A conquista da América pelos espanhóis significou a dizimação de povos nativos pela guerra, pelas doenças, pelas formas de exploração do trabalho e pela desestruturação social.
2 - O trabalho livre assalariado foi a principal modalidade de mão-de-obra na América de colonização espanhola.
4 - As colônias inglesas na América do Norte e as colônias espanholas na América Central e do Sul possuem em comum o fato de terem sido colônias de exploração, em oposição à colônia portuguesa no Brasil, que se caracterizou como colônia de povoamento.
8 - A sociedade colonial hispano-americana era rigidamente hierarquizada, com pouquíssima mobilidade social, privilegiando o fator étnico, em que brancos, sejam nascidos na Espanha, sejam seus descendentes na América, ocupavam os principais lugares na escala social.
16 - A mineração de ouro e prata e a exploração de produtos tropicais constituíram-se nas atividades econômicas básicas na América de colonização espanhola.
32 - O sistema de encomienda concedia aos proprietários espanhóis o direito de exigir serviços e tributos dos indígenas encomendados em troca de sua cristianização e proteção.
SOMATÓRIA(_____)

Questão 28: (UFPR) A América do Norte não foi colonizada ao longo do século XVI. Os empreendimentos europeus na região se restringiam a umas poucas viagens de exploração; navegadores como Cabot, Gilbert e Raleigh estiveram na parte setentrional da América mas não estabeleceram núcleos colonizadores.
No entanto, o século seguinte presenciou intensa colonização inglesa.
Sobre o tema, é correto afirmar que:
1 - o crescimento do comércio possibilitou o surgimento de companhias que se interessavam pela América.
2 - na Inglaterra, a instituição do “enclosure” (cercamento dos campos) determinou que numeroso contingente populacional deixasse de encontrar trabalho e fosse atraído para a América.
4 - as perseguições religiosas desestimularam e até dificultaram o deslocamento de heréticos para a América.
8 - os ingleses não foram os únicos a participar do empreendimento colonizador: os holandeses, franceses e suecos também deixaram a Europa em busca de novos horizontes.
16 - muitos emigrantes possuíam recursos para custear a viagem; outros, no entanto, eram desprovidos de capital e tiveram que se sujeitar à servidão por contrato.
SOMATÓRIA(_____)

Questão 29: (FGV/RJ) Sobre as universidades na América colonial, é possível afirmar que:
A - as Coroas portuguesa e espanhola, preocupadas desde o início do período colonial com a questão da educação, criaram universidades já no século XVI.
B - no Brasil não foram criadas universidades no período colonial, e na América Espanhola elas tiveram apenas existência efêmera, não havendo real interesse em sua manutenção.
C - as Coroas portuguesa e espanhola, envolvidas com a implantação de um sistema de exploração, não cuidaram da criação de universidades em suas colônias.
D - assim como Salamanca serviu de modelo para a organização das universidades da América Espanhola, Coimbra foi modelo no Brasil e em Goa, na Índia.
E - enquanto no Brasil não foram criadas universidades no período colonial, na América Espanhola, já no século XVI, foram fundadas a universidade de São Marcos de Lima e a do México.

Questão 30: (UFSC/SC) A colonização na América Espanhola se caracterizou pela existência de várias formas de trabalho compulsório, entre elas:
I. a escravidão do negro africano, largamente utilizada nas unidades produtoras de metais preciosos;
II. o repartimiento que concedia ao colonizador espanhol o domínio sobre os nativos em troca de reparti-los entre as diversas igrejas na América;
III. a encomienda, que concedia ao colonizador o controle dos nativos para que eles trabalhassem em suas propriedades;
IV. a mita, que obrigava as aldeias indígenas a enviarem trabalhadores para o serviço nas minas.
Estão corretas:
A - I e II apenas;
B - II e III apenas;
C - III e IV apenas;
D - I, III e IV apenas;
E - I, II, III e IV.

Questão 31: (UNIRIO/RJ) A colonização européia na América assumiu aspectos distintos, em função das práticas colonizadoras das metrópoles européias. Considerando essa diversidade, podemos afirmar que:
A - a catequese e a evangelização dos nativos motivaram a colonização inglesa.
B - a pequena e a média propriedade agrícola caracterizaram a ocupação espanhola.
C - a base econômica das treze colônias da América do Norte residia na exploração de metais preciosos.
D - o povoamento do território constituiu a prioridade da colonização espanhola.
E - a mão-de-obra indígena contribuiu para a organização da produção colonial espanhola.

Questão 32: (PUC-RIO) A utilização da mão-de-obra indígena na América foi encarada pela coroa espanhola como uma riqueza nada desprezível. Criaram-se, na América colonial espanhola, diversas relações de trabalho entre a coroa e os nativos. Assinale a opção que apresenta corretamente duas dessas relações:
A - Mita e “Encomienda”;
B - “Hacienda” e Peninsulares;
C - “Pueblos” e “Criollos”;
D - “Obrajes” e Visitadores;
E - “Repartimiento” e “Audiencias”.

Questão 33: (MACKENZIE/SP) Podemos considerar como conseqüências da conquista do continente americano, exceto:
A - ampliação de mercados, maior divisão de trabalho e racionalização de produção;
B - afluxo de metais preciosos para o continente europeu,
utilizados, principalmente, no pagamento de produtos orientais;
C - fortalecimento das monarquias nacionais e disputa pelas novas terras;
D - montagem do sistema colonial nos moldes mercantilistas;
E - aprimoramento dos nativos, beneficiados pelo contato com o europeu.

GABARITO:
questão 1: D - questão 2: A - questão 3: C - questão 4: D - questão 5: D - questão 6: A - questão 7: A - questão 8: C - questão 9: E - questão 10: C - questão 11: A - questão 12: D - questão 13: 19 - questão 14: 15 - questão 15: B - questão 16: D - questão 17: C - questão 18: A - questão 19: D - questão 20: E - questão 21: B - questão 22: E - questão 23: B - questão 24: B - questão 25: A - questão 26: 15 - questão 27: 57 - questão 28: 27 - questão 29: E - questão 30: C - questão 31: E - questão 32: A - questão 33: E

Nenhum comentário:

Postar um comentário