sexta-feira, 15 de julho de 2011

Atividades de História Medieval - Islã

Questões de Vestibular: História - Medieval - Islã

Questão 1: (UEFS/BA) Em relação ao islamismo, pode-se afirmar:
A - O renascimento cultural do mundo islâmico baseou-se no abandono dos dogmas maometanos e na assimilação completa da cultura e das técnicas ocidentais.
B - A riqueza trazida pelo petróleo tem permitido a unidade entre os países árabes e a melhoria da qualidade de vida de sua população, conseqüência da política redis-tributiva de renda.
C - A coesão religiosa dos muçulmanos possibilitou que o Império Romano do Oriente rechaçasse as invasões bárbaras, tornando o Império Bizantino o centro irradiador do islamismo.
D - O fanatismo religioso e as práticas rituais bárbaras e primitivas, inerentes ao islamismo, contribuíram para impedir uma maior expansão da religião islâmica.
E - Os atentados de 11/09/2001 contribuíram para o ocidente associar genericamente o terrorismo aos árabes islâmicos, demonstrando uma postura egocêntrica e preconceituosa em relação aos muçulmanos.

Questão 2: (UEFS/BA) Depois de passar a tocha que ajudou a iluminar a Era das Trevas na Europa, os árabes entraram num longo e agitado sono, do qual só agora começam a despertar. Desde a Segunda Guerra Mundial, libertos por fim de séculos de domínio estrangeiro, abençoados com os recursos trazidos pelo petróleo e agora aproveitando a tecnologia ocidental, os povos árabes, há tanto tempo divididos, mais uma vez buscam a unidade. Nahda, assim os árabes chamam essa renascença. Até agora não passa de um sentimento, um começo, um espírito que se nota no mundo árabe. “A época dos impérios passou”, comentou certa noite um amigo de Meca. “Mas com certeza iremos, com a permissão de Alá, reflorescer de novo, unificados por nossa religião, cultura e língua.” E contou a história do cético que provocou Maomé sobre a promessa islâmica de ressurreição: “Que poder seria capaz de trazer o homem de volta à vida, depois de transformado em ossos e pó?” “O mesmo que criou o homem a partir da argila”, respondeu imperturbável o Profeta. BELT, 2001, p. 143. A partir da análise do texto e dos conhecimentos sobre a civilização muçulmana, pode-se afirmar:
A - Os países muçulmanos defendem, na atualidade, o restabelecimento do império islâmico e o domínio dos povos cristãos ocidentais.
B - A dominação européia sobre o mundo muçulmano, no contexto da Segunda Guerra Mundial, deveu-se ao apoio desses povos à Alemanha hitlerista.
C - A expansão muçulmana, a partir do século Vlll, estabeleceu grandes avanços técnicos, filosóficos, culturais e científicos na sociedade européia.
D - A Europa só conseguiu superar o obscurantismo medieval, a ignorância e a ausência de produção filosófica e cultural a partir da dominação muçulmana.
E - A unidade religiosa dos muçulmanos possibilitou que, durante a dominação imperialista, suas fronteiras políticas e divisões étnicas e culturais fossem respeitadas pelos europeus.

Questão 3: (UPE) Muitas vezes, dá-se um destaque exagerado às guerras comandadas pelos árabes nos tempos medievais, enquanto as suas contribuições culturais permanecem como exemplos da riqueza de seus feitos. Além disso, as suas atividades comerciais dão mostras do dinamismo dos árabes, pois:
A - conseguiram dominar o comércio medieval, trazendo mercadorias do Oriente para a Europa Central, em grande quantidade;
B - utilizaram muitos instrumentos comerciais como cartas de crédito e companhias de ações para facilitar os negócios;
C - centralizaram suas atividades em corporações estatais bastante produtivas, com manufaturas articuladas com a exportação comercial;
D - desenvolveram rotas comerciais no Oceano Pacífico, por onde exportavam seda e pólvora para as cidades da Ásia;
E - tiveram boas relações com as cidades francesas e italianas durante os séculos finais da Idade Média, vendendo-lhes especiarias do Oriente.

Questão 4: (UFG/GO) Foto de Augusto Cabrita. In: Os mais belos castelos e fortalezas de Portugal. Lisboa: Verbo, 1986. p. 190.













A imagem do castelo Almourol, situado em uma ilha no rio Tejo, em Portugal (século XII), relaciona-se com:
A - os ideais cavalheirescos da nobreza guerreira de origem germânica na Europa ocidental cristã;
B - a insegurança diante das invasões germânicas na Hispania, no Império Romano do Ocidente;
C - a defesa e proteção do reino na guerra de Reconquista do território ibérico dominado pelos mouros;
D - o auxílio para a libertação da cidade santa de Jerusalém do domínio muçulmano;
E - os mecanismos de proteção nos con.itos freqüentes entre os reinos cristãos da Península Ibérica.

Questão 5: (UNIFOR/CE) Observe atentamente a foto da Mesquita de Córdoba, construída, na Espanha, entre os séculos VIII e X. COSTA Luis C.A. MELLO; Leonel I.A. História antiga e medieval. São Paulo: Scipione, 1993. p. 249.) A Mesquita foi idealizada e construída pelos muçulmanos. Sobre eles pode-se afirmar que:
A - desconheciam técnicas de navegação até a sua chegada à Europa, quando tomaram contato e aperfeiçoaram a bússola e a pólvora;
B - proporcionaram grande contribuição aos povos da Península Itálica e Balcânica na Europa, mas não conseguiram o mesmo sucesso na Península Ibérica;
C - impediram que os europeus praticassem quaisquer atividades comerciais, em razão do domínio que exerceram sobre o Mar Mediterrâneo por quase oito séculos;
D - se destacaram pela intolerância com que tratavam os povos dominados, desrespeitando as culturas locais e a religião, em prejuízo das atividades produtivas;
E - difundiram valores culturais da Antiguidade Clás-sica no mundo ocidental, no contexto marcado pelo expansionismo territorial.

Questão 6: (UFMS) Analise as alternativa abaixo e, em seguida, aponte qual(is) está(ão) correta(s):
I. O budismo, religião que não considera a idéia de um deus ou de um ser supremo que controla o universo, baseia-se na vida e nos ensinamentos de Sidartha Gautama, que ensinou a forma de superar a miséria da existência.
II. O islamismo tem cinco princípios básicos: a profissão da fé; a oração, que se faz cinco vezes ao dia; o zakat, imposto obrigatório e destinado a atender aos necessitados; o jejum de Ramadã; e o hadj ou a peregrinação a Meca.
III. O cristianismo, especialmente o catolicismo romano, é a única das grandes religiões que está submetida ao controle do clero organizado e considera a idéia de um deus ou ser supremo que controla o Universo.
IV. O budismo, religião que considera a idéia de um deus ou de um ser supremo que controla o Universo, baseia-se na vida e nos ensinamentos de Buda, que ensinou a forma de superar a miséria da existência.
A - As afirmativas I e II estão corretas e as III e IV estão erradas.
B - As afirmativas I, II e III estão corretas e a IV está errada.
C - As afirmativas II e III estão corretas e as I e IV estão erradas.
D - As afirmativas II e IV estão corretas e as I e III estão erradas.
E - As afirmativas I e III estão corretas e as II e IV estão erradas.

Questão 7: (UEMS) A história do Mediterrâneo é a história das migrações populacionais e da circulação de valores de culturas diferentes. Sobre a expansão árabe, a partir da unificação islâmica na Idade Média, é correto afirmar:
A - A doutrina islâmica não permitiu a criação de um Estado teocrático.
B - O Jihad, ou guerra santa, foi usado como justificativa para o expansionismo árabe.
C - Conquistadores não permitiam que os povos conquistados continuassem a praticar sua fé.
D - Medina tornou-se o centro das peregrinações islâmicas.
E - Iatreb era o centro das peregrinações islâmicas, onde se localiza a Caaba, o monumento sagrado dos muçulmanos.

Questão 8: (UPE) Sobre a cultura islâmica, analise atentamente as afirmativas abaixo.
I. A cultura islâmica afirmou-se pela sua religiosidade e pela falta de descoberta em outras áreas da produção cultural.
II. A interação da cultura islâmica com a ocidental trouxe contribuições importantes e renovadoras.
III. As conquistas territoriais dos árabes atingiram territórios do continente europeu.
IV. As divisões internas do islamismo causaram disputas políticas que ainda permanecem na sociedade contemporânea.
V. Não há semelhanças entre o islamismo e o cristianismo.
Após a análise, conclui-se que:
A - todas as afirmativas acima estão corretas;
B - apenas as afirmativas I e V estão incorretas;
C - apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas;
D - apenas a alternativa V está incorreta;
E - apenas a afirmativa III está incorreta.

Questão 9: (UFPE) O islamismo, uma religião tão comentada no século XXI, foi fundada por Maomé (570-632). De caráter monoteísta, esta religião, também conhecida por muçulmana ou maometana, foi a base do Estado Muçulmano de caráter teocrático criado por Maomé, que passou inicialmente a dominar a península Arábica. Em face desse enunciado, analise as afirmações seguintes:
A - A expansão muçulmana, principalmente após a morte de Maomé, fez com que esse Estado dominasse vastos territórios, desde o norte da África, noroeste da China e quase toda a Península Ibérica.
B - O livro sagrado do islamismo é o Alcorão, que teria sido resultado das revelações do Deus Alá ao Profeta Maomé. Além de ditar a conduta religiosa, este livro contém recomendações de como manter a ordem social e os interesses dos grandes comerciantes.
C - A força do Alcorão, para alguns, deve-se à obediência a alguns princípios, tais como: fazer cinco orações diárias; crer em Alá, deus único, e em Maomé, seu profeta; ir em peregrinação a Meca, pelo menos uma vez na vida; ser generoso com os pobres e dar esmolas.
D - Maomé, ao pregar o monoteísmo, foi de encontro à religião politeísta que dominava entre os árabes. Entretanto, conseguiu organizar um exército de seguidores e, através dele, proibir o politeísmo e assim unir as diversas tribos árabes em torno da religião.
E - A decadência do Império Islâmico é atribuída às disputas internas, que provocaram o desmembramento do Império. No entanto, deve-se também levar em consideração a reação dos diversos povos submetidos à dominação árabe.

Questão 10: (FGV/SP) A região de Kosovo tornou-se conhecida nos últimos anos pelos violentos conflitos envolvendo cristãos e muçulmanos. As raízes do conflito são bem antigas. Em 1389, na chamada Batalha de Kosovo, tropas cristãs, lideradas pelo Duque Lazar, foram derrotadas pelos muçulmanos comandados por Murad I. A respeito desse conflito é correto afirmar:
A - Trata-se de mais uma das Cruzadas, ou seja, uma das muitas expedições cristãs em direção a Jerusalém, dominada a essa altura pelos muçulmanos.
B - Trata-se do marco inicial do Reino da Sérvia, quando os eslavos penetraram pela primeira vez a região dos Bálcãs.
C - Trata-se de um dos momentos da expansão otomana e da montagem do Império Turco na Ásia Menor e nos Bálcãs.
D - Trata-se do processo de expansão do Império Bizantino, que estabeleceu uma política de alianças com os muçulmanos para expulsar os invasores sérvios de seu território.
E - Trata-se de uma das muitas etapas da expansão islâmica levada adiante pela dinastia Omíada, época em que a sede do califado foi deslocada da Península Arábica para Damasco.

Questão 11: (FGV/RJ) O fator histórico responsável pela existência de uma maioria muçulmana no território da Bósnia-Herzegovina, encravado no coração da ex-Iugoslávia, foi:
A - a conquista e dominação da Península Balcânica pelos turcos-otomanos durante a Época Moderna;
B - a fuga em massa, para aquele território, de eslavos muçulmanos, para escapar da dominação russa depois da Primeira Guerra Mundial;
C - a expansão árabe, durante a Idade Média, que resultou na ocupação parcial das três penínsulas da Europa Meridional: a Ibérica, a Itálica e a Balcânica;
D - a criação da atual República da Turquia, depois da Primeira Guerra Mundial, que obrigou os muçulmanos não-turcos a abandonarem o país;
E - a própria natureza da religião islâmica que, estimulando seus seguidores a intenso proselitismo, levou-os a ocupar quase todos os lugares onde o catolicismo não se estabelecera anteriormente.

Questão 12: (UnB/DF) A respeito da presença cultural muçulmana na Península Ibérica, julgue os itens abaixo:
1 - No período mais intenso das Cruzadas, a ciência árabe penetrou na cristandade, alimentando o chamado renascimento do século XII.
2 - Na Espanha, foi nula a contribuição árabe no que se refere à introdução de novas culturas agrícolas e de diferentes práticas arquitetônicas.
4 - Parte do que os árabes transmitiram aos cristãos era, na verdade, ciência grega entesourada nas bibliotecas orientais e recolocadas em circulação pelos homens da cultura do islã.
8 - Os conhecimentos dos sábios muçulmanos chegaram aos confins do islã ocidental, a Espanha, e foram absorvidos pelos clérigos cristãos.
16 - Durante as Guerras de Reconquistas, os Ibéricos, com intenções políticas, usaram a religiosidade como instrumento para expulsar os árabes da Península em direção ao norte da África.
SOMATÓRIA( )

Questão 13: (UNESP/SP) “Quando Maomé fixou residência em Yatreb, teve início uma fase decisiva na vida do Profeta, em seu empenho de fazer triunfar uma nova religião. A cidade de Yatreb, que doravante seria chamada de Medinat al-Nabi (Medina, a cidade do Profeta), tornou-se a sede ativa de uma comunidade da qual Maomé era o chefe espiritual e temporal.”(Roberto Mantran, Expansão muçulmana). Essa mudança para Medina, que assinalou o início da era muçulmana, ficou conhecida como:
A - Xiismo;
B - Sunismo;
C - Islamismo;
D - Hégira;
E - Copta.

Questão 14: (UFPR) Sobre a expansão árabe-muçulmana em território da Europa Ocidental, durante a Idade Média, é correto afirmar:
1 - Tal expansão foi efetuada, em grande parte, durante a dinastia Omíada, e também se estendeu para a Ásia Central e África do Norte.
2 - Com a conquista da Península Ibérica, foi destruído o Reino Visigodo em 711, mas o avanço islâmico para o interior do continente europeu foi contido em 732, quando o Exército Franco, sob o comando de Carlos Martel, derrotou os muçulmanos na Batalha de Poitiers.
4 - A Ilha da Sicília e o sul da Itália também foram áreas de expansão dos bárbaros islamizados da África do Norte.
8 - A expansão para o Ocidente, iniciada pelos árabes, teve grande importância cultural, pois realizou a integração de elementos orientais e ocidentais.
16 - Com a expulsão dos muçulmanos da Europa Ocidental, foram eliminados todos os vestígios culturais árabes deste continente.
32 - A reconquista da Península Ibérica, conduzida pelos reinos cristãos do norte contra a ocupação muçulmana, não foi significativa para a formação dos estados nacionais português e espanhol.
SOMATÓRIA( )

Questão 15: Maomé foi o criador de uma nova fé que modificaria profundamente o destino do povo árabe. A religião fundada por Maomé recebeu o nome de:
A - islamismo;
B - protestantismo;
C - bizantino;
D - maometana.

Questão 16: A difusão do uso do papel, da bússola e da pólvora foi responsabilidade dos:
A - egípcios;
B - assírios;
C - fenícios;
D - persas;
E - árabes.

GABARITO:
questão 1: E - questão 2: C - questão 3: B - questão 4: C - questão 5: E - questão 6: B - questão 7: B - questão 8: B - questão 9: A, B, C, D, E - questão 10: C - questão 11: A - questão 12: 29 - questão 13: D - questão 14: 15 - questão 15: A - questão 16: E

3 comentários:

  1. Seria bom estudar a história, e principalmente da Espanha! Os árabes tiveram uma grande civilização, na qual estavam incluídos os Mouros, não os islamitas. O islamismo é uma Seita que surgiu entre os árabes, apenas.
    Atualmente, maquiavelicamente, querendo enganar os outros, e se apoderar de tudo de bom que a civilização árabe trouxe para a humanidade (civilização que os muçulmanos destruíram), os trapaceiros muçulmanos alegam que quem dominou a Península Ibérica foram eles, o que não é verdade!!!QUEM DOMINOU A ESPANHA POR 8 (OITO) SÉCULOS, FORAM OS MOUROS, QUE ERAM ÁRABES ORTODOXOS, NÃO OS MUÇULMANOS!!!

    Não tentem modificar a história da Espanha, é melhor se informar

    ResponderExcluir
  2. Antes de mais nada, islamismo não é uma religião, mas, uma Seita Pedofílica e política, na qual a pedofilia é legalizada por lei do Islã.

    A realidade: os cristãos ou membros de outras religiões não enviam assassinos para matar no Oriente Médio.
    Porém, os muçulmanos enviam suas facções Terroristas, sob o pretexto que são "Fundamentalistas Islâmicos", para matar no Ocidente.

    Muçulmanos recolhem dízimos nas Mesquitas, para o Terrorismo, então são cúmplices.

    No Oriente Médio, constantemente, mutilam e matam cristãos e membros de outras religiões.

    Por que então, temos que os tolerar na Europa e Ásia, se eles nos odeiam, e somente não nos matam, porque temem as conseqüências?

    Os islamitas seguem, rigorosamente, o que está escrito no CORÃO (escrito pelo pedófilo Maomé, que chamam de Profeta), por esse motivo a PEDOFILIA é legalizada pela lei do ISLÃ.

    Também, nesse livro satânico que chamam de sagrado, o CORÃO, está escrito que todos têm que serem convertidos aos islamismo, ou serem assassinados.

    Nos noticiários, poderemos saber das atrocidades que praticam nas indefesas aldeias e pequenas cidades da África: estupram suas meninas e jovens, e matam todos os homens, para que não mais procriem: os "Cães Infiéis, ao Maomé" (como chamam todos que não são muçulmanos). Em seguida obrigam suas vítimas a colocar o véu, e as transformam em muçulmanas, contra a vontade delas.

    Depois alegam, decaradamente, que islamismo é a "religião" que mais cresce no mundo.

    Entre outras perversidades:: estupros de mais de seiscentas meninas e adolescentes, obviamente virgens, como foi amplamente divulgado na Itália. Em outros países europeus, onde estão infiltrados, acontece a mesma coisa.

    Ainda, picham todas as Igrejas nos países europeus, que os acolheram, onde podemos observar que apenas as Mesquitas não estão pichadas. Se fosse obra de pichadores, as Mesquitas também estariam.

    Depois reclamam da ISLAMOFOBIA?

    E, viva a ISLAMOFOBIA, que varrerá do Ocidente e Ásia, a chaga da humanidade, o islamismo, e suas perversões sexuais: a pedofilia

    ResponderExcluir
  3. questao 11 idade MODERNA?!?!? o domínio turco otomano de kosovo foi em 1389, IDADE MEDIA! idade moderna será pelo menos um século mais para frente

    ResponderExcluir