quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Atividades de História do Brasil - ESTADO GETULISTA OU ERA VARGAS

Questões de Vestibular: História do Brasil - ERA VARGAS OU ESTADO GETULISTA

Questão 1: (FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
No Brasil, a defesa de posições culturais nacionalistas se apresenta de formas variadas. Exemplifique-a em dois momentos do século XX:
a) Na Semana de Arte Moderna de 1922;
b) No Estado Novo.

Questão 2: (UNIFESP/SP) - Universidade Federal de São Paulo -
O secretário do CSN (Conselho de Segurança Nacional), em 11.05.1939, admite a indústria estatal como solução para o problema em decorrência da imperiosa força maior e em caráter transitório. Com base no texto, pode-se afirmar que
A - O regime do Estado Novo decidiu-se pela construção da siderúrgica de Volta Redonda, por causa da pressão do Exército brasileiro, então sob controle de generais progressistas.
B - Getúlio Vargas aproveitou-se das circunstâncias favoráveis da época, como a iminência da guerra entre as potências capitalistas, para implantar no país a indústria de base.
C - O Exército acabou por concordar com a criação de uma indústria estatal de base, em troca de sua permanência no poder e da garantia dada por Getúlio Vargas de que o Brasil não entraria em guerra.
D - O país estava seguindo uma tendência dominante naquele momento, estimulada pelos Estados Unidos, visando criar infra-estrutura econômica para absorver seus produtos.
E - O projeto visando criar a primeira companhia estatal brasileira, no ramo da siderurgia, resultava tanto da abundância do minério de ferro no país quanto da pressão da opinião pública nesse sentido.

Questão 3: (MACKENZIE/SP) - Universidade Presbiteriana Mackenzie -
A criação do Ministério do Trabalho, Indústria e Comércio, pelo decreto de 26 de novembro de 1930, indicava a intenção de Getúlio Vargas, já no início do Governo Provisório, de
A - Combater o trabalho escravo nas zonas rurais, onde a inexistência de uma legislação trabalhista eficaz permitia constantes abusos de fazendeiros, em particular na exploração da mão-de-obra feminina e infantil.
B - Manter, sem alterações significativas, a política dos governos anteriores em relação ao operariado, ou seja, a de mera repressão policial e de proibição da organização sindical.
C - Criar uma política que regulamentasse tanto às atividades operárias quanto patronais, e que, por conseguinte, permitisse reunir no Estado meios de controle sobre ambas as classes sociais.
D - Implantar um modelo de política trabalhista como o da União Soviética, cuja organização de trabalhadores se fazia inteiramente sob a égide do Estado.
E - Reduzir ao mínimo a intervenção do Estado nas relações litigiosas entre empresário e trabalhadores, cabendo ao Ministério apenas oficializar os acordos resultantes da livre negociação.

Questão 4: (UNAMA/PA) - Universidade da Amazônia -
O Brasil é um país que, pela sua formação histórica, caracteriza-se pela presença de uma variedade de ritmos musicais, o que contribuiu para o surgimento de movimentos musicais ao longo de nossa história. Esses movimentos musicais, dependendo do período histórico, vivenciaram interferências, perseguições e proibições do Estado brasileiro. Dentre eles, temos:
A - na década de 30, com a ascensão de Getúlio Vargas ao poder, o Estado passou a intervir nas manifestações populares musicais, em geral, e surgem letras patrióticas e ufanistas que ressaltavam as maravilhas do país;
B - o samba, saído dos morros cariocas, se firmou nos primeiros anos da República, ganhando o status de símbolo nacional, no entanto, após a implantação do Estado Novo, foi proibido pelo governo ditatorial de Vargas;
C - a Bossa Nova, movimento musical surgido nos anos 60, permaneceu como a maior opção dos brasileiros até a década de 70, quando, sofrendo perseguições do governo militar, chegou ao fim;
D - o golpe de 64 estimulou a criação musical de jovens da classe média alta, a maioria engajada no movimento estudantil, o que redundou no surgimento de outros gêneros musicais, tais como o break e a música de protesto.

Questão 5: (UEPA) - Universidade do Estado do Pará -
A cidade se transformou em uma floresta de antenas. Não havia residência que não ostentasse sobre os telhados ou pelos quintais, os mastros altíssimos de antenas, geralmente de bambu, a sustentar os fios horizontais para a captação das ondas hertzianas”.ALMIRANTE. No tempo de Noel Rosa. p., 63 In: SALVADORI, Maria Ângela Borges. Cidades em tempos modernos. São Paulo: Atual, 1995. p. 15. Glossário: hertzianas – relativo a hertz, unidade de freqüência de um ciclo por segundo. O texto anterior, de autoria de Almirante, compositor e radialista das primeiras décadas do século XX, faz referência:
A - às modificações na paisagem urbana do Rio de Janeiro ocasionadas pelo advento das emissoras de televisão que se utilizavam de antenas, “geralmente de bambu”, para a transmissão de suas programações, cooptadas pelo Estado Varguista;
B - ao impacto da radiodifusão na sociedade brasileira que permitiu o acesso a uma gama significativa de informações, motivadoras, geralmente, de mudanças no comportamento e cotidiano das pessoas, dentre as quais o operariado brasileiro;
C - à expansão das empresas de telecomunicações que transformou a “cidade (...) em uma floresta de antenas”, beneficiando o comércio de exportação, pois ocasionou uma dinamização da economia de consumo dos aparelhos de televisão, incentivada pelo Estado Novo;
D - ao rádio, que atingia rapidamente o menor número de ouvintes em todo o país, fato que despertou o desinteresse político do governo “Estado Novista”, devido à ameaça que esse meio de comunicação representava para a desagregação da classe trabalhadora;
E - ao desenvolvimento da indústria de eletrodomésticos, principalmente a de aparelhos de televisão, gerando assim um grande número de empregos e maior possibilidade de compra das camadas médias urbanas.

Questão 6: (UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul -
Durante a Era Vargas, principalmente a partir de 1937, o Governo federal promoveu um movimento com o objetivo de colonizar parte das terras do antigo estado de Mato Grosso. Esse movimento ficou conhecido como a Marcha para o Oeste. A respeito desse assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).
1 - A Marcha para o Oeste era parte de uma geopolítica do governo Vargas para ampliar as fronteiras do Brasil na região platina, em especial sobre parte do atual território paraguaio.
2 - O objetivo do movimento era fazer com que as fronteiras econômicas e políticas do Brasil se correspondessem. Para isso, era necessário que o território nacional formasse um bloco homogêneo.
4 - O governo Vargas entendia que a Marcha para o Oeste era essencial para povoar os espaços “vazios” e promover sua política de integração política. Muitos desses espaços “vazios” eram territórios tradicionais de grupos indígenas.
8 - Para a estratégia de ocupar os “espaços” vazios existentes na Região Centro-Oeste, o Governo federal criou a Expedição Roncador-Xingu que, anos mais tarde, passou a fazer parte da Fundação Brasil Central.
16 - A Colônia agrícola Nacional de Dourados, criada pelo Governo Vargas, serviu para atrair imigrantes japoneses para o antigo sul do Mato Grosso, os quais se dedicaram à cafeicultura. Esse projeto de colonização oficial foi a primeira experiência de reforma agrária na história do Brasil e serviu de propaganda durante o movimento Marcha para o Oeste.
SOMATÓRIA (______)

Questão 7: (UFMS) - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul -
Regime ditatorial de feições corporativas, instaurado por Getúlio Vargas, em 1937, o Estado Novo teve seu fim em outubro de 1945, devido:
A - ao fim do mandato presidencial de Getúlio Vargas;
B - à renúncia de Getúlio Vargas ao mandato presidencial;
C - à morte natural de Getúlio Vargas;
D - ao suicídio de Getúlio Vargas;
E - à deposição de Getúlio Vargas por golpe militar.

Questão 8: (UEA/AM) Universidade do Estado do Amazonas -
O Estado Novo instalou empresas nacionais e inaugurou o controle estatal sobre áreas de produção estratégicas, como mineração, aço e petróleo. De forma corporativa, estabeleceu, para os setores agrários e burgueses, mecanismos de acesso aos núcleos de poder e de tomada de decisão.Assinale a alternativa que se refere corretamente a essas medidas:
A - O Estado Novo fortaleceu o bloco democrático e militar, que assumiu as diretrizes do desenvolvimento econômico nacionalista, nitidamente acima da burguesia urbana.
B - Para a indústria, o regime criou os conselhos técnicos; para os setores extrativistas e agrários, os institutos; e, para a infra-estrutura, as comissões e conselhos de água, energia, ferrovias e do Plano Siderúrgico, que faziam a aproximação com o poder.
C - O Departamento de Administração do Serviço Público foi criado para permitir a prática de ações paternalistas, clientelistas e cartoriais em proveito do regime.
D - A nacionalização do petróleo foi obtida após a aprovação da Lei 2003, que determinava o monopólio dos recursos do petróleo.
E - A Lei de Segurança Nacional foi criada para, ao lado do DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda –, trazer tranqüilidade ao regime industrializante.

Questão 9: (UFMT) - Universidade Federal de Mato Grosso -
Durante o Estado Novo (1937 – 1945), o Brasil teve que se posicionar diante do confronto entre as “potências do Eixo” (Alemanha, Itália e Japão) e as “nações aliadas” (Inglaterra, França, URSS e EUA, após 1941). Em 22 de agosto de 1942, declarou Estado de Guerra contra a Alemanha e a Itália. Sobre o assunto, assinale a afirmativa incorreta:
A - A participação do Brasil na II Guerra Mundial deveu-se à exclusiva deliberação do presidente Getúlio Vargas, que se cercava de auxiliares e de ministros, em sua maioria, favoráveis à aliança entre o Brasil e os Estados Unidos da América.
B - Os expedicionários, após as recepções oficiais comemorativas da vitória no front italiano, foram recomendados a não fazer críticas ao Estado Novo de Vargas.
C - O Brasil declarou guerra à Alemanha e à Itália por ter sido agredido, uma vez que teve dezenas de embarcações afundadas por submarinos do Eixo.
D - Durante o esforço de guerra, a sociedade brasileira mobilizou-se para a realização de sacrifícios e de gestos altruístas, como demonstrou o apoio às campanhas de racionamento de combustível e de economia de energia elétrica.
E - A Força Expedicionária Brasileira e a Força Aérea Brasileira combateram os alemães em território italiano, colaborando com as forças das “nações aliadas” que haviam invadido a Itália em 1943.

Questão 10: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
O populismo brasileiro surge sob o comando de Vargas e os políticos a ele associados. Desde 1930, pouco a pouco, vai-se estruturando esse novo movimento político. Ao lado das medidas concretas, desenvolveu-se a ideologia e a linguagem do populismo.IANNI, Otávio. In: MOTA, Myriam Becho e BRAICK, Patrícia Ramos. História: das cavernas ao Terceiro Milênio. São Paulo: Moderna, 1997.Duas ações representativas do populismo varguista estão apontadas em:
A - implantação de organizações econômicas e redistribuição de terras aos camponeses;
B - estatização das indústrias de bens de capital e limitação dos investimentos estrangeiros;
C - modernização das estruturas econômicas e concessão de direitos aos trabalhadores urbanos;
D - adoção de discurso antiimperialista e estímulo ao alistamento contra a ingerência norte-americana.

Questão 11: (PUC-RS) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul -
Zé Carioca, personagem de histórias em quadrinhos e filmes de Hollywood, foi criado por Walt Disney a partir de uma interpretação da figura popular do malandro carioca ligado ao samba e ao carnaval. A criação desse personagem caricatural para representar a identidade nacional brasileira está relacionada a qual dos contextos abaixo?
A - À Primeira Guerra e ao esforço de penetração comercial dos EUA no Brasil.
B - Ao esforço de aproximação e alinhamento do Brasil aos EUA, no contexto da II Guerra Mundial.
C - À internacionalização da economia brasileira da Era JK.
D - À expansão da cultura pop de influência norte-americana na Guerra Fria.
E - Ao imperialismo cultural dos EUA no contexto da ditadura militar.

Questão 12: (UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul -
Considere as seguintes afirmações, referentes a aspectos econômicos do governo do presidente Juscelino Kubitschek (1956-1961). O período foi marcado pelo acelerado desenvolvimento econômico, especialmente no setor industrial.
Além dos investimentos na produção de bens de capital, o Estado brasileiro passou a desenvolver a produção de petróleo, sendo decisiva a criação da Petrobras nos anos finais do governo JK. A política econômica adotada estava assentada na abertura ao capital estrangeiro e na realização de investimentos diretos feitos pelo governo, precedidos de emissão de moeda, o que agravou o processo inflacionário. Quais estão corretas?
A - Apenas II.
B - Apenas I e II.
C - Apenas I e III.
D - Apenas II e III.
E - I, II e III.

Questão 13: (UEG) - Universidade Estadual de Goiás -
Sem dúvida, o fenômeno do fascismo é bastante complexo, se considerarmos as suas origens, a sua evolução e, principalmente, a sua transformação através do tempo.A partir do exposto, julgue os seguintes itens:
I. A ideologia corporativista defendia a organização do povo em corporações sindicais que governariam o país por meio do Partido Fascista.
II. O nazifascismo alemão, caracterizado pelo anti-semitismo, emergiu da desastrosa derrota da Alemanha na Primeira Guerra Mundial.
III. As características fascistas presentes no Estado Novo provocaram a ruptura entre Vargas e a Igreja Católica, em decorrência das propostas da reforma de ensino.
Assinale a alternativa correta:
A - Somente as proposições I e II são verdadeiras.
B - Somente as proposições I e III são verdadeiras.
C - Somente as proposições II e III são verdadeiras.
D - Todas as proposições são verdadeiras.

Questão 14: (UFG/GO) - Universidade Federal de Goiás -
A cidadania expressa-se no usufruto de direitos civis, políticos e sociais. Vargas, no Estado Novo (1937 a 1945), atendeu às demandas sociais com a legislação trabalhista. Porém, ao iniciar seu governo, restringiu o exercício da cidadania no que concerne aos direitos políticos, ao:
A - submeter a administração dos Estados ao controle dos órgãos federais.
B - centralizar o poder, governando com base em medidas provisórias e decretos-leis.
C - fechar o Congresso, extinguindo os partidos políticos e outorgando uma nova Constituição.
D - fortalecer a liderança pessoal do presidente junto aos trabalhadores por meio de garantia de direitos sociais.
E - nomear militares para postos no governo dos estados nordestinos, limitando o poder dos antigos oligarcas.

Questão 15: (UFG/GO) - Universidade Federal de Goiás -
Observe a imagem a seguir:
Foto do banquete oferecido ao presidente da República, no Palácio das Esmeraldas de Goiânia, em 7 de agosto de 1940. Acervo: Museu Pedro Ludovico Teixeira. In: PALACÍN, Luís; MORAES, Maria Augusta de Sant'Anna. História de Goiás (1722-1972). 5. ed. Goiânia: UCG, 1989. p. 105. A associação da fotografia ao contexto histórico do Estado Novo, em Goiás, sinaliza:
A - a adoção de uma política de reforma agrária, voltada para os migrantes pioneiros da colonização agrícola em Goiás;
B - o estímulo do governo central brasileiro ao processo de redistribuição populacional na região Centro-Oeste;
C - a articulação com o governo federal, visando à modernização de Goiás, com a criação de colônias agrícolas;
D - as políticas de combate às endemias que assolavam as populações interioranas, iniciando a campanha sanitarista em Goiás;
E - a difusão do projeto estadonovista de ocupação do Centro-Oeste, baseado na urbanização e na industrialização da região.

Questão 16: (UFPR) - Universidade Federal do Paraná -
Ora entendidos como bandidos, ora como verdadeiros heróis, no início do século XX, homens e mulheres das classes populares impunham suas leis e afrontavam o poder no Nordeste brasileiro, sendo destacados na história, na literatura e no cinema. Ainda hoje são forte referência no cancioneiro popular. Sobre esse movimento popular e seus integrantes, é correto afirmar:
A - Seus membros realizavam protestos contra a mecanização da agricultura e a monocultura.
B - Seguiam um líder messiânico que defendia o retorno da Monarquia e o comunismo agrário.
C - Tratava-se de um movimento separatista que recusava a hegemonia da região Sul.
D - Defendiam o movimento integralista, cujo objetivo era o povoamento efetivo dos sertões.
E - Eram chamados de cangaceiros, e seu movimento caracterizava-se como uma forma de banditismo social.

Questão 17: (MACKENZIE/SP) - Universidade Presbiteriana Mackenzie -
A respeito do Estado Novo (1937-1945), são feitas as seguintes afirmações:
I. O Golpe de Estado, que em novembro de 1937 instaurou a ditadura de Getúlio Vargas, lançou mão, para sua legitimação, do pretexto da iminência da revolução comunista no Brasil pelos agentes de Moscou.
II. Durante o Estado Novo, o governo foi conduzido de maneira fortemente persona-lista, o que se evidenciava na supressão dos partidos políticos, como a ANL e a AIB.
III. A Consolidação das Leis do Trabalho, aprovada em 1933, foi revogada pela ditadura varguista, que adotou uma política meramente de repressão ao movimento operário.
Assinale:
A - se apenas I é correta;
B - se apenas II é correta;
C - se apenas III é correta;
D - se apenas I e II são corretas;
E - se I, II e III são corretas.

Questão 18: (Unibahia/BA) - Faculdades Integradas Ipitanga -
No dia 10 de novembro de 1937, no Brasil, o Congresso foi fechado. Começava, então, o Estado Novo, período em que a sociedade brasileira:
A - foi salva da ameaça representada pelo Plano Cohen, comunista e combatido pelo novo governo;
B - presenciou disputas políticas entre tendências opostas e o apoio do governo à Aliança Nacional Libertadora;
C - assistiu à hipertrofia dos poderes presidenciais e à instalação de um regime ditatorial de caráter fascista;
D - conheceu uma Constituição liberal, que, entre seus artigos, estabelecia o federalismo como princípio básico do Estado;
E - testemunhou a eliminação de grupos dominantes e o enfraquecimento do Estado, em especial o Poder Executivo, que perdeu seus mecanismos de ação.

Questão 19: (UFSC/SC) - Universidade Federal de Santa Catarina -
“Mais uma vez, as forças e os interesses contra o povo coordenaram-se e novamente se desencadeiam sobre mim. Não me acusam, insultam; não me combatem, caluniam e não me dão o direito de defesa. Precisam sufocar a minha voz e impedir a minha ação, pra que eu não continue a defender, como sempre defendi, o povo e principalmente os humildes (...) Lutei contra a espoliação do Brasil. Lutei contra a espoliação do povo. Tenho lutado de peito aberto. O ódio, as infâmias, a calúnia não abateram meu ânimo. Eu vos dei a minha vida. Agora vos ofereço a minha morte. Nada receio. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na história.”
Carta-Testamento de Getúlio VargasSobre o longo, conturbado e polêmico período de governo de Getúlio Vargas, é correto afirmar que:
1 - Getúlio Vargas, oriundo da oligarquia gaúcha, chegou ao poder com um discurso antioligáquico, através de um movimento armado, em 1930;
2 - em 1934, Getúlio foi eleito presidente por sufrágio indireto. Seu mandato deveria durar até 1938, quando seriam realizadas eleições diretas para a presidência;
4 - em 1937, por meio de um Golpe de Estado, inaugurou-se o Estado Novo, pondo fim à campanha para presidente que estava em pleno curso. Terror policial, tortura e prisões ocorreram até 1945;
8 - em 1950, Vargas foi eleito presidente da república, pela primeira vez pelo voto direto. Esse período na presidência foi marcado por um discurso fortemente nacionalista, pelos constantes apelos aos trabalhadores e pelos embates com uma oposição, como próprio Vargas, nem sempre democrática;
16 - a despeito dos seus críticos, é possível dizer que Getúlio Vargas sempre governou de forma democrática, defendendo os interesses do povo e se colocando contra os interesses dos grandes empresários e banqueiros, como se lê na sua carta-testamento.
SOMATÓRIA (______)

Questão 20: (UDESC) - Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina -
No ano de 2004, a imprensa deu grande destaque aos 50 anos da morte de Getúlio Vargas. Político de múltiplas facetas, Vargas transformou-se num dos grandes personagens da política brasileira.
Acerca dos acontecimentos e ações do período em que ele ocupou a presidência, todas as alternativas estão corretas, exceto:
A - Estabeleceu uma legislação trabalhista, destacando-se a criação do salário mínimo.
B - Deu ampla autonomia ao Poder Judiciário e instituiu o catolicismo como religião oficial do Brasil.
C - Reprimindo os comunistas que articulavam ações contra o seu governo, prendeu e deportou para a Ale-manha nazista a militante Olga Benário, companheira de Luís Carlos Prestes.
D - Declarou guerra ao Eixo (Alemanha, Itália e Japão), aliando-se aos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial e permitiu que os norte-americanos utilizassem bases militares no Nordeste brasileiro.
E - Foi líder do movimento que pôs fim à República Velha, depondo o presidente Washington Luís.

Questão 21: (UFLA/MG) - Universidade Federal de Lavras - Observe a charge política abaixo:CHARGE POLÍTICA
FONTE: História para o Ensino Médio: história geral e do Brasil: volume único - São Paulo: Scipione, 2001 - série parâmetros. A charge em questão evidencia irreverentemente momentos da trajetória política de Getúlio Vargas, correlacionando-os a figuras de destaque num dado momento histórico. Indique a alternativa que não diz respeito aos períodos getulistas apontados:
A - A associação entre Getúlio Vargas e o presidente norte-americano Roosevelt diz respeito à aproximação entre Brasil e Estados Unidos da América momentos antes da entrada de ambos na 2.ª Guerra Mundial.
B - O movimento revolucionário de 1930 foi resultado de uma aglutinação de forças e instituições que buscavam participação política, anteriormente negada pelas oligarquias cafeeiras, daí sua associação a ditadores.
C - Ao correlacionar a figura de Getúlio Vargas ao ditador nazista, Adolf Hitler, na data em questão, buscou-se associar as ditaduras políticas de ambos.
D - O temor norte-americano de uma aproximação getulista do Eixo no início dos anos 40 resultou numa busca de aproximação cada vez maior por parte dos americanos em relação ao Brasil e resultou num empréstimo financeiro com vistas à construção de uma siderúrgica, o que explica uma de suas charges.
E - O interesse “continuista” de Getúlio no período denominado de “redemocratização” levou-o ironicamente a buscar apoio até mesmo no PCB de Prestes, ao qual perseguira sistematicamente ao longo das gestões anteriores, daí a ironização da charge.

Questão 22: (PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Observe o desenho abaixo:
Retirado de um álbum produzido pelo DIP, durante o Estado Novo (1937-1945), ele expressa, exceto:
A - o objetivo do governo em formar uma consciência política crítica nos cidadãos desde a infância;
B - um reforço da imagem paternal do presidente que se procurava formar;
C - a intenção de ressaltar o conteúdo cívico das manifestações populares;
D - o culto a Vargas, cuja imagem era identificada com a ideologia nacionalista do regime.

Questão 23: (UECE) - Universidade Estadual do Ceará -
“Vivo ou morto, Getúlio é o grande mito político da nossa história recente. Seu suicídio foi um golpe de mestre. Imobilizando os inimigos, ele possibilitou a manutenção da ordem democrática e a eleição de Juscelino, em 1955”.
Fonte: GOMES, Ângela de Castro. A última cartada. In: Revista Nossa História. Ano I, n. 10, Agosto de 2004, p. 14/19.Com base na afirmação acima, marque a opção falsa:
A - O suicídio do Presidente Getúlio Vargas foi um acontecimento trágico e único na história do Brasil.
B - O ano de 2004 marca os cinqüenta anos da morte de Vargas e este fato vem sendo recordado e reforçado por múltiplos mecanismos de memória.
C - Getúlio Vargas foi uma construção mítica: meio verdade, meio ficção feita para ser aceita e querida pelo povo.
D - Quando Vargas se matou, apesar de ser ainda o chefe de um governo ditatorial, sua popularidade atingiu índices surpreendentes.

Questão 24: (UEPG/PR) - Universidade Estadual de Ponta Grossa -
O ano de 1942 permanece como um marco sugestivo pela ambigüidade política que passou a dominar o clima do Estado Novo. Esta ambigüidade está sendo entendida aqui como o esforço de abrir mão de um regime autoritário, sem abrir mão das posições de poder então detidas por seus mentores. Para tanto, era preciso garantir a condução do processo de saída do próprio autoritarismo. Neste sentido, tornava-se fundamental a capacidade destas elites de gerar idéias novas sobre sua continuidade política em uma ordem democrática. E, sobretudo, tornava-se crucial o cuidado na execução de políticas capazes de proceder à transição.Gomes, Angela de Castro. A Invenção do trabalhismo.A partir deste texto, sobre o Estado Novo, assinale o que for correto:
A - O Estado Novo, implantado em 1937, bania os partidos políticos, os regionalismos e pretendia estruturar no Brasil, uma sociedade em que o poder central eliminasse as inseguranças e as incertezas dos princípios liberais.
B - A propaganda oficial e as iniciativas culturais do governo procuravam transmitir a imagem de um país unido em torno de seu líder.
C - As práticas políticas adotadas no Estado Novo, contudo, não escondiam plenamente suas contradições e ambigüidades.
D - A posição de Vargas, relativa à Segunda Guerra Mundial, e a vitória dos aliados nesse conflito, foram elementos decisivos para a manutenção de Vargas no poder.
E - Esse período, que se estendeu de 1937 a 1945, foi marcado por conspirações de comunistas, integralistas e liberais, todas fortemente reprimidas pela ditadura.

Questão 25: (UFG/GO) - Universidade Federal de Goiás -
Em março de 1934, Luís Carlos Prestes fundou uma frente popular, a Aliança Nacional Libertadora, que objetivava atrair setores democráticos e anti-fascistas da sociedade para um programa de reformas políticas e sociais. O governo de Vargas perseguiu Prestes devido à:
A - emergência de regimes autoritários na Europa influenciando a organização partidária no Brasil;
B - cooptação dos sindicatos pelo Estado, com suas sedes tornando-se locais da propaganda oficial;
C - proposta política de estabelecer um governo revolucionário no Brasil alinhado com a União Soviética;
D - organização da Ação Integralista Brasileira, que defendia um projeto de Estado autoritário para o país;
E - rivalidade entre integralistas e aliancistas, os quais mobilizaram o país, ampliando o clima de confrontos.

Questão 26: (UFG/GO) - Universidade Federal de Goiás -
No final do século XIX e nas primeiras décadas do século XX emergiram na Europa Ocidental discursos nacionalistas que destacavam o território, a pureza racial e a língua como requisitos básicos da nacionalidade. No Brasil, no mesmo período, os nacionalistas repensaram a constituição do povo brasileiro ao:
A - abandonar as teses de formação de uma população branca nos moldes europeus, admitindo a mestiçagem;
B - retomar as discussões sobre a língua falada pela população, opondo-se ao português falado e escrito em Portugal;
C - proibir a entrada de imigrantes africanos e orientais como forma de acelerar o branqueamento da população;
D - refletir sobre formas de incluir a população rural e urbana no ideário civilizador branco apregoado pelo governo;
E - estimular os intelectuais a produzir obras de exaltação nacional, visando à educação moral e cívica da população.

Questão 27: (IBMEC) - Instituto Brasileiro de Mercado de Capitais -
No último dia 24 de agosto relembramos o cinqüentenário do suicídio de Getúlio Vargas, ocorrido no Palácio do Catete, encerrando uma crise que teve como fator determinante:
A - a concessão de um aumento de 100% para o salário-mínimo, desagradando a classe empresarial;
B - o restabelecimento de relações diplomáticas com a União Soviética, provocando um grave conflito com os setores mais conservadores das Forças Armadas;
C - a retirada do Brasil da OEA, como forma de manifestar o caráter independente de nossa política externa;
D - o fracassado atentado contra o jornalista Carlos Lacerda, tradicional opositor do governo, ocorrido em Copacabana e que resultou na morte do major-aviador Rubens Vaz;
E - os planos de Vargas anunciados para 1955 de realizar uma ampla reforma agrária em nosso país, a primeira de toda a nossa história.

Questão 28: (MACKENZIE/SP) - Universidade Presbiteriana Mackenzie -
A meu ver, a causa principal de nossa derrota no Nordeste foi a precipitação do dia (...) Outro erro, mais clamoroso, foi o comando que não se ligou às organizações partidárias, para que essas mobilizassem seus membros e as massas trabalhadoras. Em uma palavra, o partido não foi mobilizado e, por isso, não poderia mobilizar a classe operária. Gregório Bezerra O fragmento de texto acima faz referência à revolta que se restringiu às cidades de Natal, Recife e Rio de Janeiro e foi rapidamente sufocada pelas forças leais ao governo. Trata-se:
A - das Ligas Camponesas;
B - da Greve dos Marinheiros;
C - da Revolta da Chibata;
D - da Intentona Comunista;
E - da Greve Geral de 1917.


Questão 29: (UNIFESP/SP) - Universidade Federal de São Paulo -
Sobre o processo de industrialização no Brasil, no século passado, é correto afirmar que:
A - sofreu, na década passada, um salto de qualidade, perdendo seu caráter dependente e tecnologicamente atrasado;
B - consolidou-se somente quando o Estado, depois de 1930, tomou a iniciativa de assegurar sua implementação;
C - conheceu sua fase de maior crescimento a partir do momento em que o país aderiu à globalização e ao neoliberalismo;
D - passou por suas duas maiores fases de estagnação durante as duas guerras mundiais;
E - vivenciou durante o milagre econômico dos anos 1969-1973 várias greves operárias generalizadas.

Questão 30: (UFSJ/MG) - Universidade Federal de São João del Rei -
“... o episódio de outubro de 1930 é tão-somente um elemento do processo de mudanças que se iniciou a partir dos anos de 1920 e que culminaria com o advento do Estado Novo. Considerando esse processo, 30 é um momento significativo desse quadro de mudanças político-institucionais, mas não representa uma ruptura”. (PENNA, Lincoln de Abreu. Uma História da República, 1969) A Revolução de 1930 é tida como um marco entre o Brasil oligárquico e o Brasil moderno. As transformações ocorridas na década de 1930:
A - inexistiram de fato, pois, perpetuou-se a agroexportação cafeeira e pecuário-leiteira e a hegemonia paulista e mineira (do café-com-leite);
B - estiveram ligadas ao esgotamento do modelo agro-exportador, à emergência de massas trabalhadoras urbanas e à crise do liberalismo;
C - foram fruto do boom referente à agroexportação cafeeira, da hegemonia da oligarquia paulista e do sistema partidário de bases estaduais (PRPs);
D - realizaram uma profunda transformação social, com a reforma agrária e o fim do latifúndio, a industrialização e os partidos nacionais.

Questão 31: (UFJF/MG) - Universidade Federal de Juiz de Fora -
“Quis criar a liberdade nacional na potencialização de nossas riquezas através da Petrobrás; mal esta começa a funcionar, a onda de agitação se avoluma. A Eletrobrás foi obstaculizada até o desespero. Não querem que o trabalhador seja livre. Não querem que o povo seja independente”. (VARGAS, Getúlio. Carta Testamento. In: D’ARAÚJO, Maria Celina (org.). As instituições políticas brasileiras da Era Vargas. Rio de Janeiro: Ed. UERJ/Ed. FGV. 1999, p. 160.) Sobre a Petrobrás é correto afirmar que:
A - foi instituída como empresa pública em 1953, embora não tenha sido definido o monopólio estatal da prospecção de petróleo;
B - sua aprovação no Congresso foi precedida de ampla campanha de massas, envolvendo estudantes, militares, trabalhadores e setores do empresariado;
C - pela primeira vez, é instalada uma empresa estatal e inaugura-se no Brasil uma política de desenvolvimento que vai caracterizar-se pela destacada participação do Estado;
D - foi uma importante vitória política de Vargas, representando um momento significativo do nacionalismo da década de 1950, que tinha na UDN o seu principal suporte partidário;
E - desde a sua instalação, o Brasil tornou-se auto-suficiente na produção de petróleo e derivados.

Questão 32: (PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
O espírito do cartaz abaixo, produzido pelo DIP durante o Estado Novo, revela, exceto:
A - o reconhecimento do benfeitor dos trabalhadores;
B - o culto à personalidade do líder;
C - a importância do sindicato autônomo;
D - a valorização do trabalho e do trabalhador.

Questão 33: (FTC/BA) - Faculdade de Tecnologia e Ciências -
O senhor Getúlio Vargas não deve ser candidato à presidência. Candidato, não deve ser eleito. Eleito, não deve tomar posse. Empossado, devemos recorrer à revolução para impedi-lo de governar.(Lacerda. In: Campos, p. 255.)Em relação ao contexto histórico brasileiro, no qual se insere o discurso do deputado Carlos Lacerda, é correto afirmar:
A - As palavras do deputado foram proféticas, uma vez que o Golpe Militar de 1964 afastou o presidente Getúlio Vargas, definitivamente, do poder.
B - A eleição de Getúlio Vargas, em 1950, deu início ao período da história brasileira conhecido como Estado Novo, quando as liberdades individuais foram suprimidas.
C - O processo eleitoral referido no texto constituiu as primeiras eleições diretas presidenciais no Brasil do pós-Guerra, tendo Getúlio Vargas sido eleito, com o apoio da maioria dos partidos políticos.
D - Getúlio Vargas, durante o seu novo mandato, desenvolveu uma política econômica voltada para a defesa das riquezas nacionais e de investimentos em setores estratégicos, como a energia e a siderurgia.
E - A antiga rivalidade entre o Presidente e o deputado Carlos Lacerda sofreu profundas transformações no decorrer do novo mandato, tendo o Deputado se tornado o principal defensor da nova política econômica adotada e da continuidade do governo populista de Vargas.

Questão 34: (UEG) - Universidade Estadual de Goiás -
Em 1938, a polícia de Alagoas venceu o bando de Lampião e degolou seus dez principais integrantes, inclusive a célebre Maria Bonita. Desde então,
criou-se um rico imaginário popular sobre o cangaço. Sobre a organização política nordestina e sua relação com o cangaço, marque a alternativa correta:
A - A derrota de Lampião foi considerada um ato de justiça, uma vez que o cangaço ameaçava, sobretudo, os pequenos proprietários e a população de agregados que viviam nas fazendas.
B - A derrota de Lampião teve como contrapartida o estabelecimento de uma nova ordem política em que os direitos dos cidadãos no campo, principalmente no que diz respeito à legislação trabalhista, foram
assegurados na forma da lei.
C - No Nordeste, predominavam as relações familiares e de compadrio. Lampião associara-se, muitas vezes, a fazendeiros e era percebido como um justiceiro no sertão nordestino.
D - A morte de Lampião representou uma derrota para a oligarquia nordestina, pois Lampião era um servidor dos ricos coronéis do sertão.
E - A morte de Lampião propiciou a formação de um pacto político entre fazendeiros e autoridades, visando a fomentar uma política de distribuição de terras para evitar a formação de novos bandos armados.

Questão 35: (UFC) - Universidade Federal do Ceará -
Os versos apresentados a seguir, escritos por Cassiano Ricardo durante os anos 30, são exemplos de uma mudança do olhar da sociedade e dos artistas sobre o campo, o trabalho e o trabalhador. “Se Cristo regressar, ó lavrador, não é preciso que lhe mostres/ como eu, as feridas do corpo e do pensamento./ Nem as condecorações faiscantes que os outros ostentam no peito./ Mostra-lhe a mão calejada.” Fragmento da poesia O Lavrador, Apud LINHARES, Maria Yedda & SILVA, Francisco Carlos Teixeira da. A terra Prometida: uma história da questão agrária no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Campus, p. 120. Considerando os versos anteriores e os seus conhecimentos, analise as afirmações a seguir e assinale a alternativa correta:
I. Os artistas da década de 30 deixaram de ver o campo como o lugar do atraso e do embrutecimento físico e mental.
II. As obras de arte do período 1920-1940 denunciavam as deformidades acarretadas por anos de má alimentação e exploração.
III. Durante o Estado Novo, há uma valorização do trabalho, do trabalhador e do caráter mestiço do homem brasileiro, e a arte no período expressa essa tendência.
A - Apenas a afirmação I é correta.
B - Apenas a afirmação II é correta.
C - Apenas a afirmação III é correta.
D - Apenas as afirmações I e II são corretas.
E - Apenas as afirmações I e III são corretas.

Questão 36: (UNIFOR/CE) - Universidade de Fortaleza -
A Constituição federal brasileira de 1934, a segunda da República, manteve a base liberal e democrática da anterior, mas incorporou novidades importantes. Entre elas:
A - a implantação do sufrágio universal e secreto, o voto direto e obrigatório para todos os cidadãos e independência dos três Poderes da República;
B - o regime representativo e federativo, a autonomia dos estados, o direito ao habeas-corpus, a criação do casamento civil e do serviço militar obrigatório;
C - a dissolução dos partidos políticos e do Parlamento, a instituição do imposto sindical, a criação da Polícia Secreta e do Ministério do Trabalho;
D - o estabelecimento da jornada de trabalho de 44 horas semanais, o amplo direito de greve, o seguro desemprego e a criação do pluripartidarismo;
E - o direito de voto feminino, a legislação trabalhista, o salário mínimo para os trabalhadores e a criação das justiças Eleitoral e do Trabalho.

Questão 37: (UEL/PR) - Universidade Estadual de Londrina -
Durante o Estado Novo, o governo de Getúlio Vargas foi marcado por fértil produção de materiais, como cartilhas, cartazes, filmes e pela prática de grandes espetáculos comemorativos. Sobre o significado da propaganda política na ditadura estadonovista, é correto afirmar:
A - Constituiu um dos pilares do Estado Novo, pois ao disseminar imagens e símbolos que valorizavam as ações do governo teve como alvo buscar o apoio popular e a legitimidade junto às massas, assegurando assim o controle social.
B - Expressou a preocupação de Vargas em associar o seu governo ao passado nacional, já que a utilização de símbolos da "República Velha" era recorrente difundia a idéia de continuidade.
C - A propaganda política do Estado Novo veiculou mensagens que objetivavam consolidar o ideal de um trabalhador orientado por uma consciência de classe e reivindicativo quanto a seus interesses.
D - A veiculação de imagens e símbolos enaltecedores da figura de estadista de Vargas dificultou a visualização dessa liderança política como "pai dos pobres".
E - O objeto central da propaganda política no Estado Novo era explicitar para a sociedade a existência das tensões e conflitos, indicando ser a luta de classes o caminho para a construção de uma sociedade coesa.

Questão 38: (PUC-PR) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná -
Durante o Estado Novo, entre 1937 e 1945, o Brasil progrediu consideravelmente. Sobre o modelo político desses anos e fatos destacados, assinale a única alternativa INCORRETA:
A - Para divulgar as realizações governamentais foi criado o DIP – Departamento de Imprensa e Propaganda.
B - Visando a dar a seu modelo político uma fachada democrática, Vargas permitiu o funcionamento do Poder Legislativo, desde que este fosse submisso à sua vontade.
C - O Estado Novo era corporativista e assim não permitia greves, não deveria existir a luta de classes.
D - Enquanto ocorriam as vitórias nazifascistas na Segunda Guerra Mundial, Vargas obteve tecnologia e empréstimos dos Estados Unidos, alegando que os alemães tinham também interesse em construí-la.
E - Extinguindo as milícias cívicas, Vargas golpeava a estrutura e prestígio do Integralismo, provocando o ataque de seus partidários ao Palácio da Guanabara (1938).

Questão 39: (FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
Com respeito à Ação Integralista no Brasil, na década de 30, é correto afirmar que:
A - foi uma cópia fiel do fascismo italiano, inclusive nas cores escolhidas para o uniforme usado nas manifestações públicas;
B - foi um movimento sem expressão política, pois não tinha líderes intelectuais, nem adesão popular;
C - tinha como principais marcas o nacionalismo, a base sindical corporativa e a supremacia do Estado;
D - elegeu católicos, comunistas e positivistas como antagonistas mais significativos;
E - foi um movimento financiado pelo governo getulista, o que explica sua sobrevivência.

Questão 40: (PUC-RS) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul -
Entre as características da nova ordem política brasileira implantada com o Estado Novo estava:
A - a formação de um governo democrático que fizesse frente à escalada da Ação Integralista Brasileira;
B - a mobilização política do campesinato, para fortalecer as bases de apoio das oligarquias tradicionais;
C - a participação do Estado na economia, para assegurar a industrialização no contexto internacional, caracterizado pela ascensão de regimes fortes;
D - a formação de uma aliança da esquerda com os liberais, numa frente única nacionalista;
E - a retirada do apoio brasileiro aos sistemas de acordos interamericanos.

Questão 41: (UFC) - Universidade Federal do Ceará -
O período do governo de Getúlio Vargas de 1937 a 1945 é conhecido na história do Brasil como "Estado Novo", em que:
A - os movimentos sociais contra o nazi-fascismo ganharam as ruas, com o apoio do governo;
B - os comunistas ocuparam vários cargos burocráticos e assumiram órgãos de propaganda política;
C - os partidos políticos foram fechados e as bandeiras estaduais, queimadas, como símbolo do centralismo do poder;
D - os sistema parlamentarista foi fortalecido pelo fechamento do Congresso Nacional e pela intervenção nos Estados;
E - a elite industrial brasileira tornou-se hegemônica, pondo fim, dessa forma, à política do "café com leite" da aristocracia rural.

Questão 42: (PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais -
Sobre o período conhecido no Brasil como Estado Novo (1937 - 45), pode-se afirmar, exceto:
A - A alternância no poder das oligarquias mineira e paulista foi o sustentáculo político de todo o período populista.
B - A implantação de uma política centralizadora de cunho nacionalista e industrializante não afetou o poder dos latifundiários rurais.
C - A "concessão" da legislação trabalhista ao operariado urbano, por Vargas, originou a expressão "Pai dos Pobres".
D - A criação do DIP objetivou censurar as manifestações artísticas e divulgar a imagem e ideologia do regime.

Questão 43: (UEMG) - Universidade do Estado de Minas Gerais -
Leia o trecho de um discurso de Getúlio Vargas em comemoração do Dia do Trabalho. "Trabalhadores! Como vedes, no regime vigente, participais diretamente das atividades organizadoras do Estado, em contraste agrante com a situação anterior a 1930, quando vossos reclamos não eram sequer ouvidos e morriam abafados nos recintos estreitos das delegacias de polícia. [...] naquela época, ao aproximar-se o 1º de Maio, o ambiente era diverso, generalizavam-se as apreensões e abria-se um período de buscas policiais nos núcleos associativos [...] que, não raro, redundavam em choques sangrentos. Atualmente a data comemorativa dos homens de trabalho é festiva e de confraternização [...] a ação tutelar e previdente do Estado patenteia-se de modo constante, na solicitude com que cria os serviços de proteção ao lar operário, de assistência à infância". (Extraído de: VARGAS, Getúlio. A nova política do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1940. p. 182-3.) Confrontando-se a situação anterior com a situação posterior a 1930, referida no texto, é correto afirmar:
A - Os trabalhadores a quem Vargas se dirigia passaram a representar a maioria da população brasileira, que se deslocou do campo para a cidade com a crise de 1929.
B - O significado do dia 1º de maio não se manteve o mesmo nos dois momentos.
C - Foi apenas a partir de 1930 que os trabalhadores, organizadores em associações de caráter econômicopolítico, expressaram-se na cena política do país.
D - A relação entre governo e movimento operário foi alterada de um para outro momento e contou com apoio irrestrito de empresários e trabalhadores desejosos da paz social.

Questão 44: (UNEB/BA) - Universidade do Estado da Bahia -
Com base na análise da charge e nos conhecimentos sobre o Brasil, na Era Vargas, é correto afirmar:
A - A vitória dos paulistas na Revolução Constitucionalista de 1932 está associada à intensa participação do proletariado urbano e dos trabalhadores rurais.
B - A expressão "Me aguarde que eu volto!" deixa transparecer a firme intenção, por parte de Vargas, de retornar à Presidência após a sua destituição, em 1945, pelas Forças Armadas.
C - A volta de Vargas "nos braços do povo" ocorreu em 1937, quando, eleito pelo voto popular, retornou ao poder e implantou o regime conhecido como Estado Novo, de orientação socialista.
D - A Região Sul, durante a Era Vargas, se consolidou como área de concentração industrial, nos setores metalúrgicos, químico-farmacêutico e automobilístico.
E - O setor industrial brasileiro, até 1930, se resumia à produção de bens de consumo duráveis e, somente a partir desse período, quando Getúlio Vargas subiu ao poder, é que foi implantado o setor de bens de produção.

Questão 45: (UESC/BA) - Universidade Estadual de Santa Cruz -
Às 18 horas de 29 de outubro [de 1945], Dutra chegou ao Palácio do Governo para conversar com o Presidente. Pelas vidraças, Vargas constatou que o prédio estava cercado por tropas federais. O ditador ainda tentou negociar uma saída, mas Dutra foi categórico: "Presidente, agora é impossível. As tropas já estão nas ruas. De sorte que a oportunidade já passou."Vargas fez as malas e foi conduzido, com toda a segurança possível, para fora do palácio. Encerrou-se aí um longo período da história brasileira, para que outro começasse. (A Tarde, p. 11) A análise do texto e os conhecimentos sobre a história da República Brasileira permitem afirmar:
A - O governo Vargas foi substituído por outro igualmente ditatorial, dirigido por Dutra.
B - O termo "ditador" relaciona-se com o período do governo Vargas, no Estado Novo.
C - O "longo período" referido relaciona-se à fase conhecida como República Velha.
D - A saída de Vargas do palácio decorreu da pressão provocada pela Intentona Comunista.
E - A cena descrita no texto diz respeito aos episódios da Revolução Constitucionalista de São Paulo.

Questão 46: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
O FIM DE UMA ERA Em seu discurso de despedida do Senado, em dezembro de 1994, o presidente Fernando Henrique Cardoso anunciou o fim da Era Vargas, como um prenúncio das mudanças que estavam por vir. Supunha-se sepultado um modelo econômico que tinha como principal ator o intervencionismo do Estado, como atração política o paternalismo de cooptação e como modelo social e previdência pública e a legislação trabalhista. (NOGUEIRA, Octaciano. Jornal da Tarde, 11/11/1998.) Embora a citação acima apresente a legislação trabalhista de Getúlio Vargas como parte de um ultrapassado modelo econômico, é possível apontar aspectos que, no sentido contrário, revelem o significado da contribuição trazida pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT – para as relações de trabalho.Um aspecto dessa contribuição está indicado em:
A - manutenção da ação sindical e de direitos trabalhistas durante a ditadura militar;
B - estabelecimento da pluralidade sindical e de partidos trabalhistas durante o Estado Novo;
C - criação de normas legais para os aumentos salariais reais e do gatilho salarial durante o governo Sarney;
D - instituição do estatuto político dos trabalhadores e do Tribunal Superior do Trabalho durante o segundo governo Vargas.

Questão 47: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro - "Iriam para diante, alcançariam uma terra desconhecida. Fabiano estava contente e acreditava nessa terra, porque não sabia como ela era nem onde era. (...) E andavam para o sul, metidos naquele sonho. Uma cidade grande, cheia de pessoas fortes. Os meninos em escolas, aprendendo coisas difíceis e necessárias. (...) Retardaram-se, temerosos. Chegariam a uma terra desconhecida e civilizada, ficariam presos nela. E o sertão continuaria a mandar gente para lá. O sertão mandaria para a cidade homens fortes, brutos, como Fabiano, sinhá Vitória e os dois meninos." (1938) (RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2000.) O trecho do romance de Graciliano Ramos apresentado na questão retrata também os dilemas daqueles que decidem migrar do campo para a cidade grande. Neste processo, no qual as condições econômicas têm papel predominante, intervêm também elementos de natureza pessoal, muitas vezes conflitantes. No texto, esse conflito aparece basicamente como uma divisão entre:
A - a cidade moderna e o sertão tradicional;
B - a instrução dos jovens e o analfabetismo dos adultos;
C - o sonho de uma vida melhor e o medo do desconhecido;
D - a expectativa de ascensão social e o temor à decadência.

Questão 48: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro –
(PORTINARI – Menino morto – Série "Os Retirantes") "Iriam para diante, alcançariam uma terra desconhecida. Fabiano estava contente e acreditava nessa terra, porque não sabia como ela era nem onde era. (...) E andavam para o sul, metidos naquele sonho. Uma cidade grande, cheia de pessoas fortes. Os meninos em escolas, aprendendo coisas difíceis e necessárias. (...) Retardaram-se, temerosos. Chegariam a uma terra desconhecida e civilizada, ficariam presos nela. E o sertão continuaria a mandar gente para lá. O sertão mandaria para a cidade homens fortes, brutos, como Fabiano, sinhá Vitória e os dois meninos." (1938) (RAMOS, Graciliano. Vidas secas. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2000.) O quadro e o trecho retratam uma área geográfica e uma temática muito presentes no cenário político e cultural do Brasil nas décadas de 1930 e 1940. Uma associação correta entre a identificação da área e duas temáticas está em:
A - sertão semi-árido: fome e êxodo rural
B - agreste nordestino: seca e imigração estrangeira
C - Vale do São Francisco: coronelismo e urbanização
D - Zona da Mata nordestina: latifúndio e mortalidade infantil

Questão 49: (PUC-RIO) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro -
"O petróleo é nosso" foi o lema da campanha que empolgou grupos políticos, associações profissionais e organizações diversas no Brasil, entre 1947 e 1953. Sobre esse tema, o episódio e suas motivações, são corretas as afirmativas, à exceção de uma. Assinale a opção que apresenta essa exceção.
A - O petróleo foi foco de importantes disputas no Brasil, porque tornou-se a principal fonte de energia para a indústria contemporânea, devido às transformações tecnológicas mundiais ocorridas desde a segunda metade do século XIX.
B - A forte correlação entre petróleo e indústria foi de grande importância para a formulação de projetos de desenvolvimento e para as discussões acerca das possibilidades de conquista da soberania econômica brasileira, após a Segunda Guerra Mundial.
C - Os militares – pelo interesse no desenvolvimento da indústria brasileira, em especial a de armamentos – e os estudantes – pelo engajamento nacionalista – foram dois grupos que participaram ativamente dos debates relativos à regulamentação da exploração do petróleo.
D - A "Campanha do Petróleo" teve como desdobramento a criação de uma empresa estatal de petróleo – a Petrobras.
E - Se o governo Vargas demonstrou interesse na Petrobras, o governo de Juscelino Kubitschek foi indiferente à produção de petróleo, preferindo investir nas pesquisas para o desenvolvimento da energia nuclear.

Questão 50: (UFMG) - Universidade Federal de Minas Gerais -
Leia atentamente este trecho de poema:
Carta a Stalingrado
Stalingrado...
Depois de Madri e de Londres, ainda há grandes cidades!
O mundo não acabou, pois que entre as ruínas outros homens surgem, a face negra de pó e de pólvora, e o hábito selvagem da liberdade dilata os seus peitos, Stalingrado, seus peitos que estalam e caemenquanto outros, vingadores, se elevam.
A poesia fugiu dos livros, agora está nos jornais. Os telegramas de Moscou repetem Homero. Mas Homero é velho. Os telegramas cantam um mundo novo que nós, na escuridão, ignorávamos.
Fomos encontrá-lo em ti, cidade destruída, na paz de tuas ruas mortas mas não conformadas, no teu arquejo de vida mais forte que o estouro das bombas, na tua fria vontade de resistir.
...............................................................................
As cidades podem vencer, Stalingrado!
...............................................................................
Em teu chão calcinado onde apodrecem cadáveres, a grande Cidade de amanhã erguerá a sua Ordem. (ANDRADE, Carlos Drummond de. A rosa do povo. 23. ed. Rio de Janeiro: Record, 2001. p. 158 - 160.) A partir dessa leitura, é CORRETO afirmar que, nesse trecho de poema, se expressa, mais do que as idéias do autor, o pensamento de um grupo de intelectuais brasileiros que:
A - se entusiasmavam pelo heroísmo dos cidadãos de Londres e Madri, que souberam resistir bravamente à agressão fascista;
B - começavam a ser seduzidos pelo Comunismo, ao final da Guerra, por estarem descontentes em relação ao quadro político em vigor no País;
C - desenvolviam uma consciência pacifista ante o risco de uma guerra nuclear que poderia decorrer da polarização EUA/URSS;
D - torciam, em meio à Guerra Civil Russa, pela vitória dos democratas, que lutavam pelo restabelecimento da liberdade.

Questão 51: (UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco -
A frase de Antônio Carlos, um dos líderes da Revolução de 1930: "Façamos a revolução antes que o povo a faça" diz respeito a que momento da história brasileira?
A - Àquele momento em que os tenentes e as classes médias urbanas, cansados da velha e corrupta república, resolveram destituir do poder o presidente João Goulart.
B - Ao tempo em que as novas oligarquias resolveram alijar do poder as oligarquias tradicionais, organizando uma revolta que depôs o governo de Júlio Prestes, em 1930.
C - Ao período imediatamente anterior ao levante militar de 1930, quando uma parcela das oligarquias se uniu aos tenentes e formou a Aliança Liberal, que, apesar de disputar as eleições presidenciais, foi derrotada.
D - Ao levante comunista de 1935. Unidos em torno da Aliança Nacional Libertadora, os líderes tentaram depor Getúlio Vargas; mas sem o apoio da população.
E - Ao momento, em 1937, quando Getúlio Vargas realiza o Golpe do Estado Novo e dessa forma evita que as oligarquias tradicionais retornem ao poder através das eleições.

Questão 52: (UNIFOR/CE) - Universidade de Fortaleza -
Considere os textos a seguir: "A Nação Brasileira deve ser organizada, una inidivisível, forte, poderosa, rica, próspera e feliz. (...) Mas o Brasil não pode realizar a união íntima e perfeita de seus filhos, enquanto existirem Estados dentro do Estado; partidos políticos fracionando a Nação; classes lutando contra classes. (...) Precisamos de hierarquia, de disciplina, sem o que só haverá desordem.. (Manifesto da Ação Integralista Brasileira (AIB), lançado em outubro de 1932) "Marchamos, assim, rapidamente, à implantação de um governo popular revolucionário (...) um governo do povo contra o imperialismo e o feudalismo. A idéia do assalto amadurece na consciência das grandes massas. Cabe aos seus chefes organizá-las e dirigi-las. (...) Brasileiros! (...) Todos à luta para a libertação nacional do Brasil!. (Manifesto de Luís Carlos Prestes, publicado em 5 de julho de 1935) As idéias presentes nos Manifestos em questão, se aproximam, respectivamente, dos regimes:
A - liberal e socialista;
B - fascista e liberal;
C - comunista e fascista;
D - democracia e comunista;
E - fascista e comunista.

Questão 53: (PUC-SP) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - 1930: Vamos deixar como está para ver como fica. 1945: Vamos deixar como está para ver como eu fico. (Máximas e mínimas do Barão de Itararé. Rio de Janeiro: Record, 1987. p. 67.) As frases, atribuídas pelo humorista Barão de Itararé a G. Túlio Vargas, são evidentemente uma brincadeira com o nome do Presidente da República e com as diferenças políticas entre 1930 e 1945. As alusões à posição de Vargas em 1930 e em 1945 referem-se, respectivamente, à:
A - ausência de uma proposta de reformulação constitucional e à tentativa de manter-se na Presidência num contexto de redemocratizações;
B - aliança com a política café-com-leite e à candidatura presidencial por via direta, de Vargas;
C - manutenção do modelo econômico de base agroesportadora e à política industrialista voltada à busca da auto-suficiência nacional;
D - reiteração da proposta federalista da Primeira República e à defesa de um Estado em que o poder estivesse centralizado nas mãos do Presidente;
E - dependência econômica em relação à Inglaterra e aos Estados Unidos e à tentativa de consolidar um Estado Nacional autônomo.

Questão 54: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro –
Eu era garotão ainda quando a Força Expedicionária Brasileira chegou à Itália. Passaram na minha cidade, porque foram de Salerno para Siena. Fazia parte do batalhão um cidadão italiano, que veio para cá pequenino e depois se naturalizou. O pai deste soldado tinha deixado uma filha pequena na Itália com um irmão que não conseguia ter filho nenhum. Então o rapaz sabia que tinha uma irmã em Paola, que ele não conhecia e que era criada por um tio. Pediu consentimento para os oficiais e chegou em Paola; chegou lá para conhecer a irmã. Não sabia nem falar italiano, só falava português. Ninguém entendia nada. Aí procuraram o meu pai, que falava bem o português e meu pai serviu de intérprete para ele poder conhecer a irmã. (Depoimento de Vicenzo Figlino) (In: GOMES, A. C. (org.). Histórias de família: entre a Itália e o Brasil. Niterói: Muiraquitã, 1999.) Umas das formas que o historiador utiliza para estudar uma época é recolher depoimentos de pessoas que viveram experiências no passado. O depoimento acima pode estar identificado por um tipo de memória ligado a um contexto histórico.
A alternativa que apresenta, respectivamente, a qualificação para esse tipo de memória e uma referência histórica relacionada ao depoimento, é:
A - social – imigração italiana;
B - oficial – Segunda Guerra Mundial;
C - oficial – Força Expedicionária Brasileira;
D - social – construção da cidadania italiana.

Questão 55: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
Observe as gravuras:
As gravuras anteriores ressaltam aspectos da propaganda oficial sobre as prioridades políticas do primeiro período Vargas, principalmente do Estado Novo, que simbolizou o coroamento de um ideal de modernização.
A característica econômica do período que pode ser identificada como predominante nas duas gravuras é a ênfase na:
A - indústria de base;
B - rede de transportes;
C - agricultura de exportação;
D - produção de combustíveis.

Questão 56: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
Leia o texto abaixo:

Não tem tradução
O cinema falado é o grande culpado da transformação
Dessa gente que pensa que um barracão prende mais
que um xadrez
Lá no morro, se eu fizer uma falseta
A Risoleta se esquece logo do francês e do inglês
A gíria que o nosso morro criou
Bem cedo a cidade aceitou e usou
Mais tarde o malandro deixou de dançar dando pinote
Na gafieira, dançando o foxtrote
Essa gente hoje em dia que tem a mania de exibição
Não se lembra que o samba não tem tradução no
idioma francês
Tudo aquilo que o malandro pronuncia, com voz macia,
é brasileiro, já passou de português
Amor lá no morro é amor "pra chuchu"
As rimas do samba não são "I love you"
E esse negócio de "alô," "alô boy", "alô Johnny"
Só pode ser conversa de telefone
(Noel Rosa, 1933)


As menções ao português, ao inglês e ao francês na letra da música Não tem tradução, referem-se à influência estrangeira na vida brasileira, do ponto de vista econômico e cultural. No contexto das discussões nacionalistas da década de 1930, é possível considerar o autor como mais uma voz que se pronuncia para reforçar a seguinte característica da época:
A - exaltação da cultura popular, que absorvia de forma criativa a influência externa;
B - crítica à presença cultural portuguesa, que reproduzia a dominação do Período Colonial;
C - discordância da valorização das culturas regionais, que deturpavam o sentimento nacional;
D - incentivo à destruição da cultura tradicional, que mantinha o conservadorismo da sociedade.

Questão 57: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
"(...) O consumo nacional de derivados de petróleo acusa uma ascensão regular, que traduz o desenvolvimento das atividades do país, não só quanto ao transporte mas também quanto à indústria. No entanto, (...) essa ascensão constante do consumo implica necessariamente um aumento das importações, com dispêndios crescentes de divisas, que poderão ser empregadas na compra de outras utilidades estrangeiras, quando o permitir a produção brasileira de óleo mineral (...)". (DEL PRIORE, Mary et al. (Org.). Documentos de História do Brasil: de Cabral aos anos 90. São Paulo: Scipione, 1997.) O texto acima é parte da mensagem enviada por Getúlio Vargas ao Congresso Nacional, em 1951, propondo a criação da Petrobrás.A leitura do texto permite concluir que o principal objetivo da Petrobrás era:
A - ampliar a exportação de petróleo, obtendo mais divisas para a economia nacional;
B - aumentar a produção petrolífera, garantindo recursos para o desenvolvimento industrial;
C - incentivar a construção de rodovias, objetivando o aumento do consumo de petróleo e derivados;
D - desenvolver a pesquisa petroquímica, gerando autonomia para o setor de produção de petróleo.

Questão 58: (UFPeL/RS) - Fundação Universidade Federal de Pelotas -
Relacionando-se o período histórico referido e os recursos lingüísticos utilizados, é correto afirmar que o artigo:
A - foi estruturado a partir de enumerações, dispensando elementos coesivos; no entanto, apresenta uma coerência bem sucedida, pregando o ideal democrático acima de qualquer interesse partidário;
B - evidencia, através de antíteses, o propósito de alijar o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB) do governo, apresentando a União Democrática Nacional (UDN), com suas propostas estatizantes, como a única alternativa viável;
C - apresenta a reiteração de determinados recursos argumentativos a fim de apresentar um discurso contrário à candidatura de Getúlio Vargas à Presidência da República pelo Partido Trabalhista Brasileiro (PTB);
D - mostra um trocadilho referente ao binômio dominação/poder, presente na política brasileira, durante o período da chamada "República Velha";
E - apresenta uma sucessão de metáforas que desqualificam os políticos em geral e o candidato Getúlio Vargas em particular, representante do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Questão 59: (UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul -
Considere os seguintes dados:
I. O autoritarismo e as perseguições políticas aliados à censura que obscurecia a expressão crítica e intelectual no Brasil.
II. As campanhas nacionalistas, a criação do Departamento de Imprensa e Propaganda e do Instituto Nacional do Livro.
III. A criação da Petrobras, encarregada de promover a autonomia energética do país.
IV. A centralização das informações através do Sistema Nacional e Informações.
Quais deles caracterizam o Estado Novo (1937-1945)?
A - Apenas I e II.
B - Apenas I e IV.
C - Apenas II e III.
D - Apenas III e IV.
E - Apenas I, III e IV.

Questão 60: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
GLOBALIZAÇÃO E REVISÃO DAS LEIS DO TRABALHO "Engana-se quem vê na globalização apenas o obscuro mundo da mercantilização que leva a extremos despudorados na esfera das relações trabalhistas. É preciso reconhecer que há uma dinâmica social em andamento, da qual faz parte a busca de novas formas de diálogo entre empregados e empregadores. (...) É nesse quadro de referências (...) que se deve situar a preparação, pelo governo federal, de um projeto de lei de demissão temporária (lay off), na seqüência de medidas anteriores destinadas a flexibilizar a legislação trabalhista – o contrato de trabalho por tempo determinado e o banco de horas. (...)" (Folha de S. Paulo, 09 out. 1998) A base da legislação trabalhista que ainda hoje vigora, apesar da pressão de setores políticos e empresariais, como demonstra a matéria acima, foi fruto do seguinte momento da história brasileira:
A - Redemocratização de 1946, quando se pôs abaixo a política sindicalista do Estado Novo.
B - República Velha, quando se instituiu a sindicalização de trabalhadores urbanos.
C - Estado Novo, quando se implementou a Consolidação das Leis do Trabalho.
D - Nova República, quando se garantiu a estabilidade por tempo de serviço.

Questão 61: (UNIRIO/RJ) - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro -
Após a Revolução de 1930, no Brasil, os tenentes e as oligarquias tradicionais envolveram-se num debate que traduzia suas expectativas quanto a um novo modelo de Estado. A polêmica expressava a defesa, pelos tenentes e pelas oligarquias, respectivamente, dos princípios apresentados em uma das opções. Assinale-a:
A - Um Estado democrático garantidor da vocação nacional identificada à agricultura e um Estado centralizador e industrializante.
B - Um Estado centralizador que promovesse uma ligação direta com os grandes centros do capital internacional e um Estado liberal protecionista.
C - Um Estado centralizador no nível federal, mas com ampla autonomia dos poderes locais estaduais e um Estado liberal com participação política de base censitária.
D - Uma completa centralização do poder e a retomada do modelo liberal, garantindo o retorno ao federalismo característico da República Velha.
E - Ideais liberais que implicariam o estabelecimento de um Estado democrático e de direito e um modelo centralista que afastasse a participação popular.

Questão 62: (CESGRANRIO/RJ) - Fundação CESGRANRIO -
A redemocratização no Brasil, no final do Estado Novo, pode ser associada a diferentes transformações internas e externas do período, entre as quais se inclui a (o):
A - aproximação de Getúlio Vargas dos setores liberais em torno do projeto "queremista";
B - recusa do governo em convocar eleições e permitir a recriação dos partidos políticos;

C - vitória dos aliados na Segunda Guerra Mundial, fortalecendo os ideais democráticos contra os regimes totalitários;
D - resistência do empresariado à implantação da legislação trabalhista e previdenciária;
E - apoio dos movimentos sociais inspirados no ideário nazifascista, como as Uniões dos Escritores e dos Estudantes.

Questão 63: (PUC-MG) - Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - A ascensão de Vargas ao Poder (1930-1945) implicou a definição de um novo modelo político, capaz de substituir o Pacto Oligárquico, que prevaleceu durante a República Velha. A construção desse modelo político, caracterizado pelo autoritarismo varguista, provocou, exceto:
A - a desmobilização social, com o controle corporativo do movimento operário;
B - uma nova mobilização política e a formação de uma elite leal ao Estado;
C - o alijamento das forças armadas do processo de construção do Estado Nacional;
D - a centralização e a autonomização do Estado em face da sociedade.

Questão 64: (UFJF/MG) - Universidade Federal de Juiz de Fora -
"Desde o ano de 1930 para cá foi ele o presidente mais popular governando sempre, sempre em contato com o
Povo construiu um Brasil novo trabalhando sem cessar como prova tem Volta Redonda a cidade do aço grande siderurgia nacional tem o seu nome elevado, num grande espaço na Revolução Industrial Candeias, a cidade petroleira, trabalha para o progresso fabril Orgulho da indústria brasileira Na história do petróleo no Brasil" (Fonte: AUGRAS, Monique. O Brasil do samba-enredo. Rio de Janeiro: FGV, 1998.) O texto acima é um samba-enredo da Escola de Samba "Estação Primeira da Mangueira", da cidade do Rio de Janeiro. Ele refere-se:
A - às gestões de Getúlio Vargas, marcadas pela implantação e desenvolvimento de indústrias de base, tais como as de energia elétrica, siderurgias e refinarias;
B - ao governo de Dutra que, através de decreto presidencial, conferiu amplo direito de greve, reivindicação antiga dos trabalhadores;
C - ao governo Juscelino Kubitschek, responsável por empreender um grande crescimento industrial conhecido como "milagre econômico".
D - ao governo de Jânio Quadros, que aprofundou a intervenção do Estado sobre a economia nacional, a exemplo da ampliação do monopólio da Petrobrás;
E - ao governo de João Goulart, que ganhou muita popularidade ao retomar, com prioridade, os investimentos nas indústrias têxteis e alimentícias.

Questão 65: (UESC/BA) - Universidade Estadual de Santa Cruz -
A queda do Estado Novo, no Brasil do segundo pós-guerra, significou, do ponto de vista político:
A - o rompimento de acordos diplomáticos com os países da América Latina;
B - o estabelecimento de laços políticos com os países independentes da África;
C - a retomada da estrutura fortemente centralizada que vigorava na Primeira República;
D - a oportunidade para a perseguição política de partidos ligados ao socialismo e ao anarquismo;
E - a reorganização da oligarquia dominante no período ditatorial, dissimulada sob o rótulo da "redemocratização".

Questão 66: (PUC-SP) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo -
Sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra: "O envio da FEB [Força Expedicionária Brasileira] ao teatro de operações veio coroar um processo que se iniciara quase quatro anos antes, mas que se constituiu igualmente em ponto de partida para uma nova etapa, qual seja, a da busca por parte do governo brasileiro de participação nos arranjos do pós-guerra, em função da instituição da nova ordem mundial". (PINHEIRO, Letícia. A Entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial. in: Revista da USP, nº 26, 1995, pp. 109-117.) Em relação ao contexto ao qual o autor se refere, é correto afirmar que:
A - o Estado brasileiro, comandado por Getúlio Vargas, manteve-se ideologicamente aliado às forças que combatiam o nazi-fascismo, durante todo o conflito mundial;
B - a nova ordem mundial do pós-guerra foi estruturada com a predominância dos países europeus mais desenvolvidos, notadamente a Inglaterra, com qual o Brasil estreitou alianças comerciais e diplomáticas;
C - o envio de tropas brasileiras à Itália, em defesa da democracia mundial, foi acompanhado, internamente, pelo crescimento das manifestações oposicionistas ao governo Vargas;
D - a participação do Exército brasileiro na Segunda Guerra era disputada tanto pelo Eixo, quanto pelos Aliados, graças à modernidade de seu aparelhamento bélico;
E - os soldados da FEB tiveram atuação destacada no desembarque de tropas aliadas na Normandia, operação de retomada dos territórios franceses ocupados pelos nazistas.

Questão 67: (UFSCAR/SP) - Universidade Federal de São Carlos -
Na estrutura partidária do Brasil contemporâneo duas agremiações políticas, o Partido Democrático Trabalhista (PDT) e o Partido da Social Democracia Brasileria (PSDB), são ligadas à Internacional Socialista, que tem eleito presidentes e primeirosministros em vários países europeus. Entretanto, o PDT e o PSDB apresentam divergências políticas que podem ser explicadas por fatores históricos. Assinale a alternativa que expressa esses fatores.
A - O PDT é um desdobramento do antigo Partido Comunista Brasileiro, enquanto o PSDB nasceu do Partido Socialista.
B - O PSDB concentra seus filiados na classe média brasileira, enquanto o PDT possui fortes bases sindicais em São Paulo.
C - O PSDB constituiu-se durante a reforma partidária de 1979 e o PDT foi o resultado de uma cisão da frente de oposição ao regime militar.

D - O PDT concentra sua atuação no Estado do Rio Grande do Sul, enquanto o PSDB é um partido estruturado nos Estados do nordeste.
E - O PDT reivindica a herança do trabalhismo de Getúlio Vargas e o PSDB é crítico dessa tradição.

Questão 68: (FUVEST/SP) - Fundação Universitária para o Vestibular -
Com meu chapéu de lado, tamanco arrastando
Lenço no pescoço, navalha no bolso
Eu passo gingando, provoco e desafio
Eu tenho orgulho de ser vadio.
(Wilson Batista 1933)
Quem trabalha é quem tem razão
Eu digo e não tenho medo de errar
o bonde de São Januário
leva mais um operário
sou eu que vou trabalhar.
(Wilson Batista/Ataulfo Alves, 1940)
Da comparação entre as letras desses sambas, depreende-se que:
A - as mudanças visíveis nos conteúdos dos sambas sugerem adesão à ideologia do Estado Novo;
B - as mudanças significativas de conteúdo decorrem da valorização do trabalho industrial no Rio de Janeiro;
C - as datas das composições correspondem ao mesmo período do governo de Vargas, indicando que as mudanças são mera coincidência;
D - as mudanças das letras não são significativas, já que ambas as composições tratam de problema de gente pobre e humilde;
E - as letras das músicas estão distantes dos interesses políticos do Estado Novo, que não se preocupava em fazer propaganda.

Questão 69: (FGV/RJ) - Fundação Getúlio Vargas Rio -
A história do feminismo brasileiro se confunde com a própria vida da bióloga paulista Bertha Lutz (1894-1976), uma de suas principais animadoras. Em 1922, a Liga para a Emancipação Intelectual da Mulher – que ela havia fundado no Rio de Janeiro, em 1918 – se transformou em Liga pelo Progresso Feminino, organizada nacionalmente em Federação Brasileira pelo Progresso Feminino (FBPF). O movimento, fortemente influenciado pelo feminismo norte-americano, lutou prioritariamente pela conquista dos direitos políticos para as mulheres.
O voto foi estendido às mulheres pela Constituição de:
A - 1891;
B - 1934;
C - 1937;
D - 1946;
E - 1967.

Questão 70: (UERJ) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro -
Adaptado de LEOPOLDI, M. A In: PANDOLFI, Dulce (org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: FGV, 1999.) A partir da análise das tabelas, pode-se afirmar que, no período de 1930 a 1945, identifica-se uma característica econômica expressa na seguinte afirmativa:
A - O avanço da indústria permitiu um desenvolvimento equilibrado entre as regiões do país.
B - A distribuição regional do PIB é um indicativo de desenvolvimento capitalista concentrado.
C - O crescimento industrial foi responsável pela dinamização do setor primário nos anos 30.
D - O incremento da agricultura impediu maior concentração de renda nas regiões mais desenvolvidas.

Questão 71: (UFES) - Universidade Federal do Espírito Santo -
Desastre no Paraná: 4 milhões de litros de óleo no ambiente "Até quando? Petrobras – Acidentes acontecem, mas a paciência tem limites!" (Superinteressante. n.º 8, ago. 2000, p. 26.) O Espírito Santo na corrida do petróleo Os novos desafios estão lançados. Na corrida do petróleo a Petrobras procura definir sua linha de atuação no Estado." (Talismã, edição 32, 200, p. 11.) As citações acima referem-se aos problemas que a Petrobras vem enfrentando e ao propósito de ampliar sua atuação no Espírito Santo. A Petrobras foi criada na década de 50, no seguinte contexto:
A - Estado Novo, decretado por Getúlio Vargas, com base no autoritarismo político e no nacionalismo econômico.
B - Governo de João Figueiredo, cuja política populista previa a prospecção petrolífera em várias partes do Brasil.
C - Presidência de Getúlio Vargas, eleito pelo voto no seu segundo governo, com grande apelo nacionalista.
D - Governo de Juscelino Kubitschek, marcado pelo antinacionalismo e voltado para os interesses norte-americanos no setor automobilístico.
E - Governo provisório de Getúlio Vargas, numa situação de colaboração ao esforço de guerra imposto pelos ingleses e americanos.

GABARITO:
questão 1: a) A Semana de Arte Moderna de 1922 foi um movimento artístico-cultural que projetou uma nova visão sobre a cultura, destacando elementos nacionais em contraposição as influências européias até então predominantes. Temas folclóricos, indígenas e relacionados à História do Brasil formaram a base temático do movimento.
b) "Estado Novo" foi a expressão usada por Vargas para se referir ao modelo político autoritário e centralizador que implementou no país a partir de novembro de 1937. Tanto o populismo como as idéias fascistas que serviram de base para esse governo são caracterizados pelo nacionalismo, exaltado pelo governo através de programas de massa, como forma de fortalecer o próprio Estado. - questão 2: E - questão 3: C - questão 4: A - questão 5: B - questão 6: 14 - questão 7: E - questão 8: B - questão 9: A - questão 10: C - questão 11: B - questão 12: C - questão 13: A - questão 14: C - questão 15: C - questão 16: E - questão 17: A - questão 18: C - questão 19: 15 - questão 20: E - questão 21: E - questão 22: A - questão 23: D - questão 24: A, B, C, E - questão 25: C - questão 26: A - questão 27: D - questão 28: D - questão 29: B - questão 30: B - questão 31: A - questão 32: C - questão 33: D - questão 34: D - questão 35: E - questão 36: E - questão 37: A - questão 38: B - questão 39: C - questão 40: C
- questão 41: C - questão 42: A - questão 43: B - questão 44: B - questão 45: B - questão 46: A - questão 47: C - questão 48: A - questão 49: E - questão 50: B - questão 51: C - questão 52: E - questão 53: A - questão 54: A - questão 55: A - questão 56: A - questão 57: B - questão 58: C - questão 59: A - questão 60: C - questão 61: D - questão 62: C - questão 63: C - questão 64: A - questão 65: E - questão 66: C - questão 67: E - questão 68: A - questão 69: B - questão 70: B - questão 71: C

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário