quinta-feira, 23 de junho de 2011

Atividade de História Antiga - Mesopotâmia

História - Antiga - Mesopotâmia

Questão 1: (UFES) O surgimento do Estado no Oriente Próximo, no decorrer da segunda metade do IV milênio a.C., foi marcado por um conjunto de transformações tecnológicas, entre as quais não se inclui:
A -a construção de templos e palácios, a exemplo dos zigurantes mesopotâmicos e das pirâmides egípcias;
B -a agricultura irrigada, baseada na exploração das águas do Tigre, do Eufrates e do Nilo;
C -a utilização da escrita hieroglífica, no Egito, e da escrita cuneiforme, na Mesopotâmia;
D -o advento da metalurgia do bronze, na Mesopotâmia, e do cobre, no Egito;
E -o predomínio da economia pastoril, na Mesopotâmia, e da cultura da oliveira, no Egito.

Questão 2: (UFAM) “Se um homem alugar um boi ou um asno, e se nos campos o leão matar o gado, é o proprietário do gado quem sofrerá a perda. Se um homem bater em seu pai, terá as mãos cortadas. Se um homem furar o olho de um homem livre, ser-lhe-á furado o olho”. Sendo um dos primeiros códigos de lei de que se tem conhecimento, este texto está associado:
A -Ao Império Babilônico sob o reinado de Hamurabi.
B -Ao Império Persa sob a dinastia de Talião.
C -Ao Império Persa sob o reinado de Cambises ll.
D -Ao Egito sob o reinado de Amenófis l.
E -A Sociedade ateniense sob a direção de Péricles.

Questão 3: (UFSC/SC) “Bagdá – O famoso tesouro de Nimrud, desaparecido há dois meses em Bagdá, foi encontrado em boas condições em um cofre no Banco Central do Iraque em Bagdá, submerso em água de esgoto, segundo informaram autoridades do exército norte-americano. Cerca de 50 itens, do Museu Nacional do Iraque, estavam desaparecidos desde os saques que seguiram à invasão de Bagdá pelas forças da coalizão anglo-americana. Os tesouros de Nimrud datam de aproximadamente 900 a.C. e foram descobertos por arqueólogos iraquianos nos anos 80, em quatro túmulos reais na cidade de Nimrud, perto de Mosul, no norte do país. Os objetos, de ouro e pedras preciosas, foram encontrados no cofre do Banco Central, em Bagdá, dentro de um outro cofre, submerso pela água da rede de esgoto.Os tesouros, um dos achados arqueológicos mais significativos do século 20, não eram expostos ao público desde a década de 90. Uma equipe de pesquisadores do Museu Britânico chegará na próxima semana em Bagdá para estudar como proteger os objetos.” O ESTADO DE SÃO PAULO. Versão eletrônica. São Paulo: 07 jun. 2003. Disponível em: Assinale a(s) proposição(ões) correta(s) em relação às sociedades que se desenvolveram naquela região na Antigüidade:
1 - A região compreendida entre os rios Tigre e Eufrates, onde hoje se localizam os territórios do Iraque, do Kweite (Kwait) e parte da Síria, era conhecida como Mesopotâmia.
2 - Na Mesopotâmia viveram diversos povos, entre os quais podemos destacar os sumérios, acádios, assírios e babilônios.
4 - A religião teve notável influência na vida dos povos da Mesopotâmia. Entre eles surgiu a crença em uma única divindade (monoteísmo).
8 -Os babilônios ergueram magníficas construções feitas com blocos de pedra, das quais são exemplos as pirâmides de Gisé.
16 -Os povos da Mesopotâmia, além da significativa contribuição no campo da Matemática, destacaram-se na Astronomia e entre eles surgiu um dos mais famosos códigos de leis da Antigüidade, o de Hamurábi.
32 - Muitos dos povos da Mesopotâmia possuíram governos autocráticos. Entre os caldeus surgiu o sistema democrático de governo.


Questão 4: (ACAFE/SC) No Egito e na Mesopotâmia surgiram algumas das primeiras civilizações da humanidade. Com relação ao passado e ao presente dessas regiões, todas as alternativas estão corretas, exceto a:
A - técnicas agrícolas avançadas, cidades sofisticadas e religiões complexas e elaboradas faziam parte do universo cultural do Antigo Egito e da Mesopotâmia;
B - a maior parte da antiga Mesopotâmia é o atual Iraque, país relativamente novo que sofreu com a ditadura de Saddam Hussein, com duas guerras recentes e ocupação pelos EUA, desde 2003;
C - um dos maiores problemas do atual Egito é a grande população que vive na estreita faixa do rio Nilo, onde se encontra a maioria das terras agricultáveis do país;
D - eram civilizações muito antigas, mas já possuíam elementos culturais modernos como uma religião monoteísta e valores culturais ligados ao individualismo e ao capitalismo;
E - devido à expansão árabe-muçulmana, a partir do séc. VII d.C., o Egito e a Mesopotâmia foram islamizados e até hoje a maioria de seus habitantes é de origem árabe, professando a religião islâmica.

Questão 5: (UFRGS) O atual Iraque obrigou territorialmente a maior parte da Antiga Mesopotâmia (terra entre rios), berço de ricas civilizações. Entre essas civilizações encontram-se os sumerianos, os quais se caracterizavam por:
A -apresentar uma comunidade constituída por clãs familiares independentes, onde a administração política descentralizada era exercida pelos patriarcas das aldeias;
B -constituir um império duradouro e unificado, imune, graças a suas defesas naturais e a seus grandes exércitos, aos perigos inerentes às migrações de sociedades nômades;
C -representar uma sociedade liderada pela oligarquia mercantil e pelos proprietários de navios, cujo poder e riqueza advinham sobretudo do comércio e do domínio dos mares do Oriente Médio;
D -provocar uma ruptura embrionária entre a dimensão divina e a dimensão humana da figura real, dado que o Patesi não era o próprio Deus, como no Egito, mas apenas seu representante;
E -formar um povo economicamente auto-suficiente, que não praticava relações comerciais com o exterior.

Questão 6: (UCS/RS) O Código Hamurabi, um bloco de pedras com 2,25 metros de altura, encontra-se hoje no Museu do Louvre, em Paris. Dos muitos artigos de lei nele gravados, cerca de 250 já foram decifrados. Com isso, informações sobre a sociedade mesopotâmica puderam ser reveladas.FIGUEIRA, D. História. São Paulo: Ática, 2003, p. 26. Analise, quanto à sua veracidade (V) ou falsidade (F), as afirmativas abaixo sobre a sociedade mesopotâmica e o seu código de leis:
( ) A chamada Lei de Talião (talionis, em latim, significa “tal” ou “igual”) apareceu pela primeira vez no Código de Hamurabi. Ela pregava o princípio do “olho por olho, dente por dente”, ou seja, ao infrator aplicava-se um castigo proporcional ao dano causado.
( ) O Código de Hamurabi trata dos mais variados assuntos relativos à vida cotidiana. Abrange, entre outros temas, a regulamentação e o exercício das profissões, fixando a remuneração dos trabalhadores e as normas a respeito do casamento, da assistência às viúvas, aos órfãos, aos pobres, etc.
( ) Na maioria das sociedades atuais, a Lei de Talião não é mais aplicada. No entanto, há países do Oriente Médio em que ainda se paga olho por olho, literalmente. Na Arábia Saudita, no Iêmen e em alguns dos Emirados Árabes, ladrões têm as mãos cortadas.
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo:
A -V – F – V
B - V – V – V
C -F – V – F
D - F – F – V
E -F – F – F

Questão 7: (FFFCMPA/RS) Considere o texto abaixo:Localizada entre dois grandes rios, lá reinaram na Antiguidade Assurbanipal e Nabucodonosor. A Torre de Babel, os Jardins Suspensos da Babilônia e o herói mítico Gilgamesh são algumas conhecidas referências das manifestações artístico-culturais dos povos que habitavam essa região. O texto diz respeito à antiga civilização que se desenvolveu na região que hoje corresponde ao território:
A -da Etiópia;
B -do Egito;
C -da Turquia;
D -do Iraque;
E -de Madagascar.

Questão 8: (UFPE)Não se pode esquecer a luta de alguns povos da Antiguidade, para construir seus vastos impérios. Contudo, esses povos também expressaram, na arte, seus sonhos e desejos. Numa análise mais geral dessas manifestações, podemos afirmar que:
A -a escrita suméria expressava a habilidade artística do seu povo, que era bastante envolvido com uma religião liderada pelos escribas;
B -os hebreus conseguiram construir uma arte original, desarticulada das manifestações religiosas;
C -os egípcios conseguiram realizar revoluções na arte de pintar murais, mas não se preocuparam com a arquitetura de seus templos religiosos;
D -a arte assíria não merece destaque, devido à preocupação excessiva do seu povo com a guerra e com o imperialismo;
E -a grandiosidade da arte dos caldeus manifesta-se com especial destaque nas suas obras arquitetônicas.

Questão 9: (UPE) As sociedades da Antiguidade Oriental tiveram práticas sociais com influências marcantes das religiões e inventaram outras formas de conhecer o mundo. Na Mesopotâmia, ocorreu/ocorreram:
A -o predomínio de castas sacerdotais poderosas, mas que criticavam o poder existente e combatiam as superstições;
B -expressões artísticas pouco originais, direcionadas só para admiração dos deuses e das forças da natureza;
C -o uso da escrita cuneiforme, a descoberta do uso da raiz quadrada e a crença na ação de espíritos malígnos causadores de doenças;
D -a crença em deuses antropomórficos, oniscientes e eternos que não eram adorados em templos;
E -uma arte direcionada para consagração dos feitos militares e não preocupada com a construção de uma arquitetura grandiosa.

Questão 10: (UFRGS) Relacione os povos antigos assinalados na coluna da direita com os respectivos rios indicados à esquerda.
1 . Azul e Amarelo ( ) Chineses
2 . Indo e Ganges ( ) Egípcios
3 . Jordão ( ) Hebreus
4 . Nilo ( ) Hindus
5 . Tibre ( ) Mesopotâmicos
6. Tigre e Eufrates
A seqüência numérica correta de preenchimento dos parênteses, de cima para baixo, é:
A -5 . 1 . 2 . 6 . 3
B -1 . 4 . 5 . 2 . 6
C -2 . 4 . 6 . 5 . 3
D -6 . 3 . 4 . 5 . 1
E -1 . 4 . 3 . 2 . 6

Questão 11: (UCS/RS) O Antigo Oriente Próximo - também chamado de Ásia Ocidental ou Ásia Anterior - abrangia o Egito, a Arábia, a Síria, a Palestina, a Mesopotâmia, a Armênia, o Irã e a Ásia Menor. Foi nessa região que as primeiras civilizações começaram a se formar por volta de 7 mil anos atrás.
Assinale a alternativa incorreta acerca dessas civilizações:
A -As civilizações egípcias, suméria e babilônica tiveram um ponto em comum: desenvolveram-se nas proximidades de grandes rios, aproveitando o regime de suas águas que favorecia a fertilidade da terra e, conseqüentemente, a prática da agricultura.
B -O povo mesopotâmico vivia na região do Oriente Médio localizada entre os rios Tigre e Eufrates, que deságuam no Golfo Pérsico, e onde atualmente se situa o território do Iraque. O nome Mesopotâmia foi dado pelos gregos e significa "terra entre rios".
C -A religião exerceu marcante influência nas civilizações do Antigo Oriente, sendo a base do poder dos governantes e o elemento que marcou profundamente o progresso das Letras, Artes e Ciências.
D -Os fenícios se diferenciam dos demais povos da Antiguidade no campo religioso, pelo fato de adotarem o monoteísmo, a crença num Deus único, enquanto todos os demais povos eram politeístas.
E -Os mesopotâmicos enterravam os mortos em túmulos para que não perturbassem os vivos. Acreditavam que, no seu mundo subterrâneo, os mortos se alimentavam de pó para sempre. Para os egípcios, a morte era a separação do corpo e da alma. Enquanto o corpo fosse preservado, a alma viveria. Um dia, corpo e alma voltariam a se reunir.

Questão 12: (UFRGS) Principal governante do primeiro império babilônico, o rei Hamurabi (1792-1750 a.C.) destacou-se pelas conquistas territoriais e pela forma de administração dos territórios conquistados. Em seu legado, podemos incluir a:
A -construção de um complexo conjunto arquitetônico em seu palácio suntuoso, conhecido como Os Jardins Suspensos da Babilônia;
B -criação de um sistema coerente de escrita para ser utilizada nos cultos religiosos praticados no império, denominada acádica-cuneiforme;
C -fixação, por escrito, dos costumes jurídicos num dos primeiros códigos de leis de que se tem notícia. O Código de Hamurabi;
D -organização de um exército permanente composto por guerreiros profissionais assalariados, armados com equipamentos de ferro;
E -realização da célebre Torre de Babel, construção de altura descomunal, mencionada no Antigo Testamento.

Questão 13: (UFSCAR/SP) Entre as transformações havidas na passagem da pré-história para o período propriamente histórico, destaca-se a formação de cidades em regiões de:
A -solo fértil, atingido periodicamente pelas cheias dos rios, permitindo grande produção de alimentos e crescimento populacional;
B -difícil acesso, cuja disposição do relevo levantava barreiras naturais às invasões de povos que viviam do saque de riquezas;
C -entroncamento de rotas comerciais oriundas de países e continentes distintos, local de confluência de produtos exóticos;
D -riquezas minerais e de abundância de madeira, condições necessárias para a edificação dos primeiros núcleos urbanos;
E -terra firme, distanciada de rios e de curso d’água, com grau de salubridade compatível com a concentração populacional.

Questão 14: (UFBA) Nos vales dos rios Nilo e Tigre-Eufrates surgiram os primeiros Estados e as primeiras sociedades marcadas por profundas diferenças sociais. Nestes vales desenvolveram-se:
1 -Estados absolutistas ostentados pelo lucro de um intenso comércio.
2 -Estados confederados mantidos pelas classes dominantes.
4 -Monarquias teocráticas com uma economia baseada na agricultura de subsistência.
8 -Cidades-Estados governadas por membros das classes privilegiadas.
16 -Estados fortalecidos pela ação desinteressada da nobreza agrária.

Questão 15: (UEL/PR) Deu-se nome de Revolução Urbana à grande transformação da Idade do Bronze, que teve como palco o Egito e a Mesopotâmia. Conquanto esse processo tenha ocasionado a passagem das comunidades agrícolas auto-suficientes para cidades com comércio e artesanato especializado, pode-se ainda afirmar que:
A -a agricultura continuou sendo a base econômica;
B -o comércio tomou o lugar da coleta enquanto atividade econômica;
C -o pastoreio continuou sendo a base econômica;
D -a revolução urbana não se associou a nenhuma atividade econômica;
E -não houve qualquer alteração no processo econômico.

Questão 16: (FATEC-SP) O primeiro exército organizado do mundo, com recrutamento obrigatório e que se tornou uma força permanente após o reinado de Tiglath-pileser III (745-728 a.C.), foi uma criação dos:
A -egípcios;
B -caldeus;
C -assírios;
D -sumérios;
E -acádios.

Questão 17: A Mesopotâmia, estreita faixa de terras, foi assim denominada pelos gregos por estar entre os rios:
A -Assur e Lagash;
B -Tigre e Eufrates;
C -Nilo e Eridu;
D -Jordão e Kish;
E -Tibre e Akkad.

Questão 18: (FEPAR/PR) Foi capital dos Assírios:
A -Ur;
B -Nínive;
C -Lagash;
D -Babilônia;
E -Agadé.

GABARITO:
questão 1: E - questão 2: A - questão 3: 19 - questão 4: E - questão 5: D - questão 6: B - questão 7: D - questão 8: E - questão 9: C - questão 10: E - questão 11: D - questão 12: C - questão 13: A - questão 14: 14 - questão 15: A - questão 16: C - questão 17: B - questão 18: B

5 comentários:

  1. a 4) é letra D)
    Desde quando o egito tinha uma religião moneteísta ??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Douglas, a questão não se refere aos Hebreus, mas sim aos povos do Egito e da Mesopotâmia, que eram extremamente politeístas. Portanto, o gabarito desta questão está incorreto.

      Excluir
  2. Dada a grande importância dos sacerdotes entre os egípcios, a sua função era somente repassada de maneira hereditária. De fato, o elevado prestígio dos sacerdotes acabou ampliando seu leque de atividades para fora do campo espiritual. Com o passar do tempo, enriqueceram em razão do acúmulo de bens provenientes dos sacrifícios e, além disso, começaram a ter grande poder de influência em outras questões de ordem econômica, social e política.

    Ao longo do tempo, a ampliação dos atributos sacerdotais ameaçava a figura do próprio Faraó. Na verdade, em certos momentos do Novo Império (1580 – 1085 a.C.), alguns sacerdotes chegaram a ocupar o topo da hierarquia política do Antigo Egito. Essa disputa de poder culminou por volta do século XIV a.C., período em que o faraó Amenófis IV realizou uma reforma religiosa que tinha como justificativa maior a limitação dos poderes da classe sacerdotal egípcia.

    Para que isso fosse possível, Amenófis oficializou o culto monoteísta no Egito. A única divindade a ser adorada seria o deus Aton, comumente simbolizado pela figura do círculo solar. Visando legitimar sua ação, Amenófis IV também mudou seu nome para Akhenaton (“aquele que adora a Aton”) e realizou a construção da cidade de Akhetaton (“horizonte do disco solar”), então transformada em capital de todo o Império Egípcio.

    Insatisfeitos com aquela situação, os sacerdotes dos antigos deuses fizeram grande oposição à reforma do faraó Akhenaton. Alguns relatos da época contam que vários templos haviam sido completamente deixados ao acaso. Somente após a morte de Akhenaton, o culto monoteísta foi sendo paulatinamente substituído pelas antigas práticas politeístas que organizavam a vida religiosa do Egito. Apesar do insucesso, os hinos criados em homenagem a Aton foram preservados ao longo dos séculos.

    O faraó Tutankhamon, filho de Amenófis IV, assumiu a tarefa de restabelecer o culto dos antigos deuses através da reconstrução de vários santuários e a encomenda de novas estátuas em homenagem aos deuses. Além disso, teve a preocupação de recrutar uma nova leva de sacerdotes e artistas que deveriam reforçar o antigo vínculo espiritual perdido com esses deuses.
    Fonte: http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir